O presidente americano, Joe Biden, lamentou a decisão dos Texas Rangers de abrir seu estádio sem limites para la nova temporada das Grandes Ligas de beisebol | AFP

O presidente americano, Joe Biden, considerou que as equipes das ligas esportivas cometem um erro, ao ignorar a ciência e permitir que seus estádios voltem a ficar lotados de torcedores, sem impor fortes restrições pela pandemia da covid-19.

Em uma entrevista na televisão transmitida na quarta-feira à noite (31), o presidente disse que os Texas Rangers não estão sendo “responsáveis”, ao permitir que seu campo Globe Life Field seja 100% preenchido na nova temporada da Major League que começa nesta quinta-feira.

“Bem, é uma decisão que eles tomaram. Acho que é um erro”, disse Biden sobre a abertura do Globe Life Field, com lotação para 40.300 lugares, em Arlington, no Texas.

“Eles deveriam ouvir o dr. (Anthony) Fauci, cientistas e especialistas. Mas acho que não é o responsável”, insistiu o presidente em entrevista ao canal de esportes ESPN.

Biden também destacou a importância do uso de máscaras e de outras restrições sanitárias para prevenir a disseminação do coronavírus. Já são mais de 550.000 mortes por covid-19 nos Estados Unidos.

No estado do Texas, por exemplo, quase 50.000 pessoas morreram do vírus, mais do que o dobro do número no Canadá.

“Quanto a ser responsável (abrir os estádios ao máximo de sua capacidade), você olha o que está acontecendo na Europa agora, quando os mandatos foram suspensos. Não sei por que não seguimos a ciência e vencemos isso”, acrescentou Biden.

Ao ser perguntado sobre o que diria aos atletas que se recusam a se vacinar, Biden disse: “Sou presidente dos Estados Unidos e fui vacinado. Não tenho um emprego sem importância. Me vacinaria se achasse que isso iria me prejudicar?”.

“Fizemos uma investigação incrível sobre vacinas, e elas mostraram que funcionam. Temos que chegar ao ponto em que um número suficiente de pessoas tenha sido vacinado para diminuir a chance de que (o vírus) se espalhe”, enfatizou.

Tenistas como Elina Svitolina e Aryna Sabalenka, que competem desde a semana passada no Aberto de Miami (Flórida), expressaram preocupação com a rapidez com que as vacinas foram desenvolvidas e afirmaram que preferem esperar um pouco antes de recebê-las.

Biden também se referiu às reservas de muitas pessoas em seu país em usar máscaras: “Alguns acham que estão sendo durões por não usarem máscaras, mas, quer saber, estão apenas prejudicando a si mesmos e a outras pessoas”.

AFP