EconomiaGeral

Veja seis orientações de planejamento financeiro para colocar em prática durante a crise

Planejar auxilia população com instruções de como organizar as despesas e manter a calma no cenário de incertezas diante à pandemia do Covid-19

A crise chegou com a pandemia do novo coronavírus e a dificuldade em lidar com as finanças e incertezas alcançou a população. A educação financeira nunca se mostrou tão importante, e com ela, a capacidade de realizar um planejamento financeiro também. No entanto, mais do que pensar no que não foi feito ou planejado antes da crise e suas consequências, como reduções de salário e necessidade de reajustes nas contas, é preciso saber o que fazer agora.

Por isso, a Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros está realizando uma campanha fornecendo orientações de planejamento financeiro para auxiliar a população a se reorganizar financeiramente diante a nova realidade econômica.

“A campanha propõe a conscientização da necessidade de ter controle das finanças por meio de um planejamento financeiro. O cuidado com o dinheiro no dia a dia permite que as pessoas passem por momentos turbulentos como esse com um pouco mais de tranquilidade”, afirmam os planejadores financeiros com certificação CFP, concedida pela Planejar.

Confira abaixo seis orientações de planejamento financeiro elencadas pelos profissionais certificados para enfrentar a crise:

1. Faça a fotografia da nova realidade financeira
Agora, é preciso saber o quanto está sendo gasto para tentar equilibrar o orçamento. Anote todas as despesas e veja o que pode ser reduzido, economizado, eliminado ou postergado. O controle realista da saída do dinheiro é vital para preservar reservas, e até mesmo tentar aumentá-las, e também para não se endividar. Foque no que é prioridade!

2. Fique de olho nas oportunidades
Toda crise pode ser vista como uma oportunidade. Nesse caso, veja de que outra forma é possível manter suas atividades remuneradas, como home office, atendimento de clientes online, sistema de delivery, entre outros. Observe as necessidades dos clientes com esse cenário de pandemia e veja como as suas habilidades podem ser inseridas no contexto, possibilitando a geração de renda e serviços.

3. Não tenho uma reserva de emergência, e agora?
Caso você não tenha se planejado para esse momento, o jeito é manter a calma, rever as contas e organizar as finanças para ver onde é possível poupar recursos. É também a hora de refletir sobre a importância de ter um planejamento financeiro para eventualidades e emergências como a que estamos vivendo. E se tiver um dinheiro guardado, uma reserva, mesmo que pequena, tente preservar ao máximo esses recursos.

4. Busque renegociações de dívidas
Não tenha vergonha de tentar renegociar uma dívida, um aluguel ou qualquer despesa. Isso pode trazer fôlego no orçamento. Renegocie taxas de juros, prazos de pagamento e veja as possibilidades que os bancos estão oferecendo nesse momento. Acompanhe também as medidas anunciadas pelo governo, pesquise e compare as instituições de mercado e veja o que mais se encaixa na sua realidade.

5. Organize seu tempo e cuide do bem-estar
É normal se sentir angustiado por não estar conseguindo cumprir todas as demandas e realizar todos os planos que você se propôs a fazer durante o período de isolamento social. A ansiedade pode ser a pior inimiga nesse momento, pois ela reflete na tomada de decisões, e em alguns casos pode resultar em compras desnecessárias, por exemplo. Tenha cuidado para não descontar seu emocional nas suas finanças.

6. Mantenha a calma
Falar não significa que a prática seja fácil. Manter a calma é o maior desafio de quem está enfrentando dificuldades e aperto no bolso, segundo os especialistas do setor. Por isso, as orientações anteriores, se realizadas pouco a pouco, com organização, comprometimento e foco, podem auxiliar na busca por alternativas e soluções.

Segundo os profissionais certificados pela Planejar, o planejamento financeiro é um aprendizado a ser levado para toda a vida. “O maior benefício do planejamento financeiro é a tranquilidade e a liberdade das finanças. Visualizar as opções e tomar decisões responsáveis sobre consumo e investimentos possibilita a realização de objetivos, promovendo o autoconhecimento a partir da definição de objetivos de curto, médio e longo prazo, resultando em uma melhor qualidade de vida”.

A campanha da Planejar com todas as orientações de planejadores financeiros pode ser vista pelo site.

Sobre a Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros

Há 20 anos fomentando a cultura do planejamento financeiro no país, a Planejar é a única entidade brasileira afiliada ao FPSB (Financial Planning Standards Board) e autorizada a conceder a Certificação CFP®. Formada por mais de quatro mil associados, distribuídos pelas principais regiões do país, a instituição promove a conscientização sobre a importância da gestão de recursos financeiros através de objetivos de curto, médio e longo prazos. Nesse sentido, a Planejar oferece qualificação contínua aos associados e ao público geral por meio de eventos, palestras e cursos através do Programa de Educação Continuada (PECs). A associação criou também o primeiro curso de planejamento financeiro a distância do Brasil, destinado a profissionais que já atuam na área, certificados ou não, e ao público geral.

Foto: Pixabay

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar