EleiçõesFortalezaNotícias

Veja as propostas dos candidatos a prefeito de Fortaleza para educação

No dia 15 de novembro, acontece em todo o país as eleições para eleger prefeitos e vereadores. Em Fortaleza, os 11 políticos que concorrem ao cargo são: Anízio Melo (PCdoB), Capitão Wagner (PROS), Célio Studart (PV), Heitor Férrer (Solidariedade), Heitor Freire (PSL), José Loureto (PCO), Luizianne Lins (PT), Paula Colares (UP), Renato Roseno (Psol), Samuel Braga (Patriota) e Sarto Nogueira (PDT).

E para quem está ainda com dúvidas de  qual candidato votar, separamos as principais propostas de cada candidato para a área da educação. Confira:

Anízio Melo (PCdoB)

Foto: Reprodução/ internet

Na área educação, o candidato promete qualificar e estruturar os currículos e atividades nas escolas em tempo integral, com atividades culturais e esportivas. Ainda na grade curricular, Anízio propõe reforçar a temática do meio ambiente nos conteúdos ministrados nas escolas. Além disso, há também a proposta de construção de 36 novas creches com o horário ampliado. O programa também irá ampliar o funcionamento das escolas com atividades esportivas e culturais para comunidade nos finais de semana.

Capitão Wagner (PROS)

Foto: Reprodução/ Internet

Capitão Wagner promete em seu programa de governo zerar a demanda de vagas para a educação infantil até o final do segundo ano de mandato. Ainda nesse período de gestão, o candidato do PROS se compromete a universalizar o acesso ao ensino de tempo integral. O plano estabelece também a adoção de um novo sistema de ensino.

Célio Studart (PV)

Foto: Reprodução/ Internet

O programa de governo de Célio Studart propõe a criação de um projeto de Escola Sustentável. Diz também que vai implementar progressivamente nas instituições de educação básica currículos que contemplem a sustentabilidade econômica, social e ambiental como principal eixo temático. Ainda na área da educação, o plano estabelece a ampliação da jornada escolar (turno integral) para toda a educação infantil e a implementação de Casas Escolas para crianças de três meses a quatro anos.

Heitor Férrer (Solidariedade)

Foto: Reprodução/ Internet

Em seu programa de governo, Heitor tem cinco diretrizes principais. Para o setor “Educação e Turismo”, o candidato diz que vai desenvolver e implementar um Plano Municipal de Educação, Esportes e Turismo. O projeto inclui ainda a expansão da oferta de educação profissional técnica de nível médio na modalidade de educação à distância. São propostos também o estímulo à educação financeira nas famílias e crianças nas instituições de ensino municipais públicas.

Heitor Freire (PSL)

Foto: Reprodução/ Internet

Heitor Freire divide seu programa de governo em três eixos denominados de “Amor”, “Ordem” e “Progresso”. No primeiro, o candidato do PSL estabelece as diretrizes da área da educação. Entre as propostas, está a criação de escolas militares, a universalização das creches e a implementação de consultórios odontológicos nas instituições de ensino municipais.

José Loureto (PCO)

Foto: Reprodução/ Internet

Candidato não apresentou propostas para as eleições.

Luizianne Lins (PT)

Foto: Reprodução/ Internet

 Em seu plano de governo, a candidata do PT, Luizianne Lins, estabelece como meta a universalização das creches. O programa destaca a preservação do FUNDEB para “melhora da estrutura física das escolas”, “melhor alimentação escolar, transporte escolar com segurança, fardamento completo e atenção integral às crianças em atendimento nas creches”. A candidata cita também a valorização do magistério e a formação permanente dos professores para aumentar a qualidade do ensino.

Paula Colares (UP)

Foto: Reprodução/ Internet

Na área da educação, a candidata da UP aponta que as diretrizes do Plano Nacional de Educação (PNE) e do Plano Municipal de Educação (PME) devem ser cumpridas. Entre as propostas apresentadas estão novas creches em bairros “com maior necessidade” e a construção de quadras para garantir atividades recreativas e esportivas aos alunos. A candidata da UP também propõe políticas para assistência de crianças com deficiência, como adaptação dos Centros de Ensino Infantil e contratação de mais cuidadores.

Renato Roseno (Psol)

Foto: Reprodução/ Internet

Na educação, o candidato propõe a ampliação da rede de educação infantil com a construção de seis Centros de Educação Infantil na rede municipal, aumentando as vagas integrais e disponibilizando atendimento para crianças de 0 a 1 ano. Ele também sugere eleições diretas para cargos de coordenadores e diretores de escolas. Há ainda o compromisso em garantir o acesso e permanência das pessoas “T” nos espaços de ensino, com estímulo a grupos de debate sobre gênero e sexualidade nas escolas, direito ao nome social, além de formações específicas sobre a comunidade LGBTQIA+ para a gestão escolar, professores, estudantes e trabalhadores.

Samuel Braga (Patriota)

Foto: Reprodução/ Internet

 Na área da educação, Samuel Braga diz que vai promover ações que garantam os direitos fundamentais das crianças e adolescentes, com creches com modelo de atendimento humanizado e ampliação das escolas em tempo integral. Propõe também políticas para valorizar profissionais da rede de ensino. O plano do candidato cita ainda a criação de um Centro de Referência em Educação Ambiental.

Sarto Nogueira (PDT)

Foto: Reprodução/ Internet

O candidato do PDT, José Sarto, afirma em seu programa de governo que vai “continuar e expandir as políticas dos últimos oito anos, que tem transformado a cidade, aperfeiçoando-as no que for necessário, e propor ações novas e criativas para avançar ainda mais”.

O candidato cita a escola de tempo integral como uma das políticas que ” já mostraram o imenso impacto que tem na vida de comunidades inteiras”.

Com informações do G1
Foto: Reprodução/ Internet

 

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar