A revista científica The Lancet anunciou nesta quinta-feira (10) que solicitou esclarecimentos aos autores de um estudo sobre a vacina russa contra a Covid-19, publicado no semanário, que destaca resultados promissores, depois que um grupo de cientistas questionou as conclusões.

Em uma carta aberta à prestigiosa revista médica em 7 de setembro, assinada por 30 pesquisadores, principalmente europeus, o cientista italiano Enrico Bucci questiona a plausibilidade dos dados do estudo devido a possíveis ‘inconsistências’.

O estudo, publicado em 4 de setembro e financiado pelo ministério russo da Saúde, defende que a vacina, batizada como Sputnik V, desenvolve uma resposta imunológica sem efeitos indesejáveis.

Bucci, que trabalha e dá aulas na Universidade Temple da Filadélfia, destaca na carta aberta ‘potenciais incoerências nos dados’, critica a ausência dos originais e afirma que o artigo ‘apresenta vários pontos preocupantes’.

Como exemplo, ele destaca que em alguns testes os resultados são idênticos ou muito parecidos entre voluntários, como o nível de anticorpos produzidos pela vacina, o que é considerado ‘altamente improvável’.

Em resposta à carta aberta, a revista britânica ‘convidou os autores do estudo a responder as questões apresentadas’ e afirmou que acompanha a situação ‘muito de perto’.

Confira a matéria:

 

Foto: AFP