CuidadosCuriosidadesSaúde e Bem-Estar

Urologista também cuida da saúde das mulheres

Diferente do que muitos imaginam, o urologista não é um médico exclusivo para homens

Grande parte da população, principalmente a feminina, desconhece os benefícios que uma consulta com o urologista pode trazer para a saúde. Ou seja, aquele médico, que ganhou fama por cuidar do aparelho genital masculino, também é especializado em doenças do aparelho urinário (rins e bexiga) de mulheres, homens, adultos, idosos e até crianças.

E não pense que as mulheres estão menos suscetíveis aos problemas urinários, como explica o médico especialista em Urologia Feminina do Grupo Urology Ceará, Dr. Rafael Guimarães. “As mulheres estão muito suscetíveis a problemas urinários podendo sofrer alterações no sistema urinário durante a gravidez, no parto e quando chegam à menopausa. As infecções (cistites) e incontinência urinária são problemas que afetam ambos os sexos”, explica.

Segundo o Dr. Rafael, na mulher, a incontinência urinária muitas vezes é entendida como um problema de envelhecimento e, por este motivo, somente cerca de 30% dos pacientes em consultórios de urologia são do sexo feminino.

“A incontinência urinária acomete um número bastante elevado de mulheres em sua fase produtiva. Trata-se de uma disfunção miccional que afeta o aspecto higiênico e também cria condições sociais bastante desfavoráveis. A qualidade de vida e a auto-estima das pacientes é altamente afetada, podendo, inclusive, levar à depressão”, afirma.

De acordo com o especialista os principais problemas causados pelo sistema urinário são:

  • Bexiga Hiperativa: Transtorno conhecido como a vontade excessiva de ir ao banheiro e que provoca nas pessoas uma vontade incontrolável de urinar. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, aproximadamente duas mulheres para cada homem possuem o quadro da doença. Uma pessoa com Bexiga Hiperativa pode também desenvolver incontinência urinária, problemas de pele e infecções.
  •  Incontinência Urinária: é uma doença caracterizada pela perda involuntária de urina. É um problema de saúde comum entre mulheres de meia idade e idosas. Cerca de 50% a 60%  da população feminina terá incontinência urinária depois dos 60 anos. Essa condição pode ser decorrente de um enfraquecimento da musculatura da pelve (bexiga caída), ou por um mau funcionamento da bexiga (bexiga hiperativa).
  • Cistite Intersticial: também chamada de síndrome da bexiga dolorosa, é a inflamação crônica da bexiga, geralmente muito intensa, que acomete principalmente mulheres com idade de 20 a 60 anos. Sua causa ainda é desconhecida.

– Infecção Urinária: é a presença de micro-organismos no aparelho urinário. Pode ser causada por bactérias, fungos e vírus.

De acordo com o Dr. Rafael, todos esses problemas são comuns no corpo humano, “por isso é muito importante a conscientização da visita ao médico urologista de forma regular”, finaliza.

Foto: Divulgação

Tags
Exibir Mais

Edinaele Santos

Jornalista, 21, trabalha na produção de conteúdos para o portal Siará News. "Escrever não é uma escolha, é um sintoma, não é meu trabalho é minha vida"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar