CoronavirusInternacionalNotícias

Trump nega ter desistido do combate ao coronavírus

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, negou nesta segunda-feira (26) ter se dado por vencido no combate à propagação do coronavírus e insistiu, apesar de um novo aumento das infecções, que a pandemia está recuando.

Em uma visita à Pensilvânia, um estado-chave para ganhar as eleições de 3 de novembro, o presidente foi questionado sobre a acusação de seu rival democrata, Joe Biden, de que está abandonando as tentativas de controlar a pandemia.

“Não estou”, respondeu. “Definitivamente estamos virando a página”, disse aos jornalistas.

No domingo, o chefe de gabinete de Trump, Mark Meadows, declarou à CNN que o foco do governo agora é mitigar a pandemia e não erradicar o vírus.

“Não vamos controlar a pandemia. Vamos controlar o fato de receber vacinas, tratamentos e outros alívios”, disse Meadows, comparando a covid-19 com a gripe sazonal, apesar dessa ter demonstrado ser mais mortal.

Depois de suas declarações, Biden acusou Trump de se render à crise, quando mais de 225.000 americanos morreram e os casos aumentam rapidamente no país.

“Foi um reconhecimento sincero de qual foi claramente a estratégia do presidente Trump desde o início desta crise: balançar a bandeira branca da derrota e esperar que, ao ignorá-la, o vírus simplesmente desapareceria”, disse Biden em nota.

Trump respondeu nesta segunda-feira chamando Biden de “candidato patético”. “Ele balançou a bandeira branca na vida. Não sai de seu porão”, criticou.

O presidente e seus apoiadores acusam frequentemente Biden, de 77 anos, de tomar a pandemia como desculpa para realizar uma campanha mínima com o objetivo, segundo eles, de não enfraquecê-lo.

Foto: AFP

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar