CoronavirusMundoNotícias

Torre Eiffel volta a receber visitantes após três meses

A Torre Eiffel, o monumento mais famoso de Paris e visitado por sete milhões de pessoas a cada ano, reabriu nesta quinta-feira (25), depois de permanecer fechada por três meses devido à pandemia do novo coronavírus.

Quase 50 visitantes e muitos jornalistas aguardaram a reabertura ao pé da torre. No momento será possível subir apenas até o segundo andar (de um total de três), a pé e de máscara. Ritmistas brasileiros deram um toque festivo ao momento.

“Queria participar neste momento de alegria. Estou quase chorando, mas é de felicidade. Depois de meses difíceis, esta é uma grande emoção”, afirmou Therese, 60 anos, que viajou de Perpignan, sudeste da França, para visitar o neto e aproveitou para acompanhar a reabertura do emblemático monumento parisiense.

O fechamento do monumento, o período mais longo desde Segunda Guerra Mundial, provocou perdas de nove milhões de euros (10,1 milhões de dólares) por mês, de acordo com Patrick Branco Ruivo, diretor-geral da empresa que administra a Torre Eiffel, construída em 1889.

Durante os oito primeiros dias de abertura, os visitantes poderão seguir apenas até o segundo andar do monumento. E devem subir os 674 degraus.

Se a situação de saúde permitir, os elevadores voltarão a funcionar no dia 1º de julho para os dois primeiros andares. O último só será liberado em 15 de julho.

A empresa que administra o monumento também incluiu marcas da cor azul no chão, para estimular as pessoas a manter uma distância mínima de 1,50 metro. Todas, com exceção das crianças até 11 anos, devem usar máscaras para ter acesso à torre.

Apesar de não receber o público desde 13 de março, a Torre Eiffel seguiu iluminando todas as noites o céu de Paris. Também prestou homenagem aos profissionais da saúde com um grande “merci” (obrigado) luminoso.

“Há mais jornalistas do que turistas”, brinca Ingo, um alemão de 35 anos, em uma viagem de negócios a Paris.

“Esperávamos muito mais pessoas. Como as fronteiras estão fechadas, não há muitos estrangeiros”, admite Yacine Gueblaoui, que controla o uso de máscaras na entrada do monumento.

Enquanto as fronteiras com outros países europeus reabrem gradualmente, muitas restrições permanecem para visitantes de outros continentes.

“Vendemos 700 ingressos online hoje”, disse Patrick Branco Ruivo.

“O que faremos em um dia é o que geralmente fazemos em uma hora”, confirma Federico, agente de recepção.

“É maravilhoso estar aqui. Estou um pouco triste que o último andar não esteja aberto, mas tudo bem. Agora vamos ter que encarar as escadas”, ri Shanique Chintsanya, uma turista americana que mora na Alemanha.

Alex, um holandês de 15 anos, veio com sua mãe e está encantado por poder visitar o emblemático monumento parisiense. “É a primeira vez que venho a Paris, e é muito bom estar aqui. Vimos que a Torre Eiffel reabriria hoje, então pensamos que deveríamos vir”, explicou.

E até alguns parisienses fizeram o deslocamento, como Sabine Beaufils, atriz que admira a vista do primeiro andar através de seus óculos escuros neste dia quente onde a temperatura excede os 30° C.

Com 7 milhões de visitantes por ano, a Torre Eiffel é um dos monumentos mais visitados do mundo.

Foto: Reprodução

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar