CuidadosNotíciasSaúde e Bem-Estar

Teleconsulta é aliada para avaliação precoce dos sintomas da Covid-19

Durante a pandemia o Sistema Hapvida reforça a importância do atendimento on-line no conforto de casa. Ao todo mais de 40 mil consultas por Telemedicina já foram realizadas

Febre, diarreia, dores de cabeça, coriza, tosse seca ou falta de ar merecem, sim, atenção redobrada e rápida. Para isso, o Sistema Hapvida oferece o serviço de teleconsulta para pacientes com sintomas do novo coronavírus e de urgência simples. Afinal, o diagnóstico precoce pode ajudar na recuperação rápida de doenças como a Covid-19. Em todo o Sistema já foram realizadas, desde abril, mais de 40 mil consultas, para pacientes das cinco regiões do Brasil.

A ideia, como explica José Luciano Monteiro Cunha, diretor corporativo de Telemedicina do Sistema Hapvida, é promover mais conforto e segurança ao beneficiário, que pode ter acesso, no conforto de casa, à consulta médica, avaliação de sintomas e, se necessário, receita médica e atestado. Inclusive, podem ser realizadas novas consultas para o acompanhamento da evolução do paciente. “Quando os sintomas são muitos graves, as pessoas devem buscar uma unidade hospitalar, caso contrário, por meio da teleconsulta, o médico vai avaliar o paciente e solicitar, se preciso, que vá até uma unidade para um tratamento mais específico. Isso evita a ida desnecessária a uma emergência quando apresentam sintomas leves que podem ser tratados em casa”, enfatiza.

Vale reforçar, ainda, que a recomendação do Ministério da Saúde é só ir ao hospital ou pronto atendimento em casos de urgência para evitar contágio com outras doenças. É importante lembrar que a Covid-19 pode causar sintomas que não são necessariamente gripais, como diarréia, dor de barriga, dor óssea e articular. “Dois sintomas que são muito associadas à Covid-19 é a perda do olfato e paladar, tornando muito característico e aumentando a suspeita da presença do coronavírus”, aponta o médico infectologista do Hapvida, Fernando Chagas. Outro sintoma que é tido como oculto para coronavírus, ocorre na pele. “Isso é o que chamamos de exantema, que são manchas que se espalham pela pele e se assemelha as manchas da dengue, podendo vir a gerar coceira, mas de um modo geral, não coça e não é um sintoma tão comum. É só um sintoma a mais que pode ser desenvolvido ou não”, destaca o infectologista.

Para o paciente ter acesso ao serviço oferecido pelo Sistema Hapvida, tanto para teleconsulta de urgência simples como de Covid-19, basta acessar o site das operadoras Hapvida, Grupo São Francisco, América, RN Saúde, Promed e Ame. O serviço funciona todos os dias, 24 horas.

O serviço de teleconsulta do Sistema Hapvida, foi desenvolvido pelas equipes internas da empresa, como Inovação, TI e Diretoria de Gestão Empresarial (DGE), além da Maida.health, holding de tecnologia do sistema Hapvida, para acompanhar a saúde dos clientes e, junto com a população, combater o novo coronavírus. De acordo com o Gerente de Produtos da Maida.health, Luiz Gonzaga, a teleconsulta sempre foi uma aposta da empresa, que após a regulamentação do Ministério da Saúde se tornou possível. “Aliamos a tecnologia de mercado ao nosso time de médicos e gestores para oferecer uma plataforma completa, ou seja, teleconsulta direta, com suporte a prontuário, seguimento multiprofissional, prescrição validada por certificados digitais, médicos treinados e acompanhados, indicadores de performance etc. O objetivo aqui é entregar de forma digital a mesma experiência que você tem em uma consulta real, não apenas a conversa com o médico”, explica.

Sobre o Sistema Hapvida

Com 6,5 milhões de clientes, o Sistema Hapvida hoje se posiciona como o maior sistema de saúde suplementar do Brasil presente em todas as regiões do país, gerando emprego e renda para a sociedade. Fazem parte do Sistema as operadoras do Grupo São Francisco, América, Promed e Ame, RN Saúde, além da operadora Hapvida. Atua com mais de 30 mil colaboradores diretos envolvidos na operação, mais de 15 mil médicos e mais de 15 mil dentistas. Os números superlativos mostram o sucesso de uma estratégia baseada na gestão direta da operação e nos constantes investimentos: atualmente são 39 hospitais, 194 clínicas médicas, 42 prontos atendimentos, 177 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.

Foto: Divulgação 

Tags
Exibir Mais

Thaynara Pinheiro

Designer de Moda, trabalha com produção de conteúdo, fotografia e tem um pé no design gráfico. Sempre disposta a ajudar e a fazer de tudo para os jobs saírem perfeitos. Responsável pela coordenação de conteúdos, marketing e criação de projetos do Portal Siará News e pela produção do programa Siará Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar