TCU absolve Dilma de prejuízo bilionário à Petrobras | Foto: AFP

O plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) absolveu a ex-presidente Dilma Rousseff por prejuízos causados à Petrobras tendo como mote o processo de compra da refinaria Pasadena, nos Estados Unidos (EUA). O Tribunal condenou o ex-presidente da estatal, José Sérgio Gabrielli.

Também foram condenados Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró. Ambos são delatores da Lava Jato.

A ex-presidente Dilma integrava o conselho de administração da Petrobras. O colegiado votou a favor da compra da refinaria. Ela chegou a informar que não teve acesso a todas as informações do processo de aquisição.

Gabrielli, Costa, Cerveró e do gerente Luís Carlos Moreira da Silva foram condenados a pagar multa de R$ 110 milhões e inabilitação para exercer cargos públicos, conforme O Globo.

Pasadena, comprada em 2006, gerou um prejuízo de US$ 792 milhões (R$ 4,4 bilhões na cotação atual) à Petrobras.

Com informações do portal Focus.jor