CoronavirusDestaqueEducação

Sistema Anglo lança guia gratuito para professores investirem em novos formatos de aula durante ensino remoto

Guia de Metodologias Ativas é publicado em momento que professores refletem sobre novas abordagens na educação

O isolamento social devido à pandemia de Covid-19 obrigou escolas e educadores de todo mundo a repensarem o modelo tradicional de aula. Esse cenário reforça a importância de instituições de ensino investirem em estratégias de aprendizagem que vão além do professor no centro do ensino. Pensando nisso, o Sistema Anglo decidiu lançar um Guia de Metodologias Ativas gratuito e disponível para professores de todo país.

Segundo um dos autores e idealizadores do projeto, Henrique Braga, coordenador educacional do Sistema Anglo, o guia tem a intenção de apresentar boas práticas aos educadores, baseadas na experiência em sala de aula. “Nossa pretensão era fazer um material que dialogasse de professor para professor. É uma troca de conhecimento entre os autores — que também estão em sala de aula enfrentando os desafios — com os professores que vão receber esse material didático”, explica.

O Guia de Metodologias Ativas surge justamente para instigar a criatividade e apresentar novas possibilidades para os docentes. Braga defende que a suspensão das aulas presenciais levou necessariamente os professores a explorarem novas abordagens com os conteúdos, uma vez que é inevitável as aulas sofrerem algumas mudanças no formato de ensino remoto.

Um exemplo de como isso pode ser feito na prática é a aplicação do modelo de sala de aula invertida. Como o próprio guia explica, nesse tipo de abordagem, o aluno é o centro do ensino e elabora pesquisa e preparação prévias: “o que tradicionalmente é feito em sala de aula (como a exposição do conteúdo) passa a ser feito em casa, e o que seria trabalho de casa (resolução de exercícios, por exemplo) é feito em sala de aula.”

“É claro que, nesse novo contexto, tudo ocorre ‘em casa’. Mas existe o momento síncrono [quando o professor interage com a turma] e o assíncrono [quando cada aluno ou grupo de alunos faz sua própria investigação]. A aula invertida funciona bem nesse contexto: o professor indica uma leitura prévia, um vídeo, um exercício desafiador, enfim, uma tarefa que possa ser ampliada e aprofundada depois, com a turma reunida e a condução docente”, diz Braga. Um dos benefícios desse modelo de aula é a possibilidade de os alunos estudarem no seu tempo e absorverem o conteúdo com mais calma (ou mesmo descobrirem quais são suas dúvidas, antes da aula). “Um dos resultados é inclusive o desenvolvimento da autonomia”, completa.

Em um contexto de quarentena, essas vantagens são ainda maiores, pois naturalmente os estudantes precisarão desenvolver maior independência e responsabilidade durante os estudos em casa.

O material completo já está disponível e pode ser baixado no link.

Sobre o Anglo (www.aquitemanglo.com.br) – Com 70 anos de tradição, o Anglo conta com uma rede de mais de 800 escolas conveniadas em todo o país, que totalizam mais de 300 mil alunos. Oferece material estruturado da Educação Infantil ao Pré-Vestibular e possui uma metodologia voltada ao desenvolvimento da autonomia de estudos dos alunos. A proposta do Anglo oferece sólida formação de cultura geral e o desenvolvimento de habilidades voltadas à aplicação real dos conhecimentos. Ao final dos anos de escolaridade básica, essa proposta permite que os alunos ingressem nas melhores universidades do país através dos excelentes resultados nos vestibulares e no ENEM.

SAIBA MAIS:

Foto: Pixabay

Tags
Exibir Mais

Edinaele Santos

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar