Rodrigo Pacheco suspende sessões do Senado após manifestações do 7 de Setembro - Foto: Senado

O presidente do Senado,  Rodrigo Pacheco (DEM-MG), cancelou as sessões deliberativas do plenário e das comissões na Casa previstas para esta quarta (8) e quinta-feira (9), após os  discursos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) direcionados ao Supremo Tribunal Federal (STF) e as ameaças de descumprir as decisões do ministro Alexandre de Moraes.

“A Presidência comunica às senadoras e aos senadores que estão canceladas as sessões deliberativas remotas e as reuniões de comissões previstas para os dias 8 e 9 de setembro”, informou.

O Supremo Tribunal Federal deve retomar, nesta quarta (8), o julgamento sobre a tese do marco temporal para demarcação de terras indígenas, e o presidente da corte, Luiz Fux, deverá se manifestar, no início da sessão, sobre o  discurso de Bolsonaro aos apoiadores em 7 de Setembro.

Em discursos aos manifestantes em Brasília e em São Paulo, o presidente direcionou críticas aos ministros da corte e ameaçou descumprir as decisões deles, dizendo que jamais será preso por “canalhas”. Além disso, o presidente voltou a defender o voto impresso e a auditoria pública da contagem dos votos.