DestaqueInternacionalNotícias

Protestos contra abuso policial e racismo continuam nos EUA

A indignação nos Estados Unidos (EUA) pela morte há uma semana de George Floyd, um cidadão negro, pelas mãos de um policial branco continua viva, assim como os protestos, com alguns distúrbios apesar do toque de recolher em muitas cidades.

Na capital Washington, houve tumultos nas proximidades da Casa Branca com alguns danos, incêndios provocados por manifestantes, queima de bandeiras americanas e paredes pintadas com frases contra a polícia.

Em um momento em que o país enfrenta uma onda de protestos não vistos desde os anos 1960, durante a luta pelos direitos civis, fica na lembrança a imagem da Casa Branca no escuro e o presidente Donald Trump alojado no bunker de segurança.

De Nova York a Los Angeles, da Filadélfia a Seattle, no fim de semana, dezenas de milhares de americanos marcharam para denunciar a brutalidade policial, o racismo e as desigualdades sofridas pelas minorias.

Esses protestos ocorrem no momento em que mais de 100.000 pessoas morreram nos Estados Unidos devido ao novo coronavírus, e quando as medidas tomadas para mitigá-lo atingiram fortemente a economia em um ano eleitoral.

A epidemia teve um impacto devastador na comunidade negra e alguns estudos mostram que essa população sofre uma mortalidade três vezes maior que a dos brancos.

Foto: AFP

Tags
Exibir Mais

Edinaele Santos

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar