Reprodução - WhatsApp

Profissionais dos setores de bares e restaurantes protestaram nesta quinta-feira (4) contra o decreto em vigor na Capital que limita o horário de funcionamento de comércio e serviços não essenciais, como bares e restaurantes até ás 20h e nos finais de semana até ás 15h. O movimento é organizado pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e reivindica o funcionamento desses estabelecimentos até 23h.

Além de empresários, participaram do ato garçons, músicos, cozinheiros, bartenders, familiares e outros trabalhadores que atuam neste setor. O diretor-executivo da Abrasel avalia que a decisão do governo deve aumentar em 50% o fechamento de empresas do setor.

A manifestação aconteceu em frente à Assembleia Legislativa do Ceará e nos arredores.

Nesta terça-feira, 2 de fevereiro, o governador Camilo Santana (PT) anunciou, que estabelecimentos comerciais que oferecem atividades econômicas não essenciais em Fortaleza só poderão funcionar até 20h durante os próximos 15 dias.

Foto: WhatsApp