Foto/Reprodução: Internet

Empreendedorismo é a capacidade e disposição para conceber, desenvolver e gerenciar um negócio a fim de obter lucro. Em vez do lucro, podemos colocar que a finalidade do empreendedor é criar um valor e gerar um impacto positivo, que pode ou não resultar em lucro.

Muitos fatores podem impulsionar as pessoas a empreender, desde questões pessoais até o desemprego ou necessidade de aumentar a renda. No final de 2017, a MindMiners realizou uma pesquisa sob encomenda do PayPal, que apontou que 66% dos brasileiros desejavam abrir seu negócio ambicionando mais liberdade e autonomia.

Esse quadro, no entanto, mudou diante de forças externas como a crise política e econômica, que impactaram a economia nacional, provocando alta no desemprego e insegurança quanto ao futuro.

Quem deseja entrar neste universo encontra uma infinidade de detalhes, diversos assuntos e inúmeras decisões que precisam ser tomadas. Para este fim, existem passos que são importantes para dar início nessa caminhada de empreender. O portal Siará News listou os primeiros passos importantes para quem deseja começar um negócio.

1. Identifique suas características

Esse momento é fundamental para analisar fatores como disponibilidade de trabalho e dedicação a uma atividade por mais tempo do que a um emprego padrão. Empreender é uma tarefa longa e árdua com muitos benefícios e, também, vários riscos. Com isso, é importante ter uma rede de apoio fortalecida, pois o empreendedorismo exige muito investimento no início. Portanto, ter estabilidade financeira é fundamental. A depender do tipo de negócio, pode demorar meses ou anos para ter retorno do investimento inicial.

2. Defina o que deseja fazer

O empreendedorismo oferece um campo vasto de possibilidades infinitas. É possível ter o próprio negócio inovador, abrir franquias e oferecer serviços. Portanto, esse passo é essencial para definir as etapas seguintes. É fundamental ter em mente que uma empresa existe para resolver um problema de alguém ou criar uma demanda de mercado.  Além disso, saber sobre gestão e ter profissionais e ferramentas para auxiliar na definição do produto ou serviço.

Produtos

É necessário conhecer muito bem a parte técnica e de produção de bens materiais ou o mercado de varejo. Também entender sobre gestão, controle de estoque, registro de vendas e conhecer as obrigações fiscais da empresa. Além disso, ter em mente qual será a forma de venda, física ou online, e relacionamento com o público-consumidor.

Serviços

Esse segmento é bacana para quem tem experiência e conhecimento em uma área específica. Oferecer serviços é uma forma de empreender que exige poucos recursos materiais e mais experiência e especialização em determinadas práticas. Para empreender oferecendo serviços, é necessário especificar bem o público que vai atender, quais são as necessidades e locais que apresentam. Outra característica de oferecer serviços é a maior facilidade de definir valores, pois não depende diretamente de fornecedores terceirizados e matérias-primas.

3. Crie um Plano de Negócio 

Para ter uma base de um empreendimento sólido, é necessário elaborar um Plano de Negócio da empresa. Esse plano envolve pesquisa, auxilia e identifica pontos essenciais para a viabilidade estratégica do negócio.É essencial ter previsibilidade de gastos, tempo de retorno do investimento e margem de lucro. Entender a legislação vigente para a área de atuação e documentação necessária para tal.

4. Tenha suporte especializado

Ter parceiros especializados ajuda a otimizar, desde o início, a gestão do empreendimento. O uso de tecnologia é uma excelente aliada para automatizar tarefas e economizar tempo para se dedicar a outras atividades. Para o segmento de produtos, é importante ter softwares que auxiliem no controle de estoque, registro de vendas e emissão de notas fiscais. Já para oferecer serviços, o principal é ter suporte especializado com a tecnologia e outros parceiros que deem suporte na gestão e na contabilidade do negócio.