CiênciaEducação

Plataforma online de ensino em saúde é liberada gratuitamente para instituições brasileiras

Sistema LT tem conteúdos de anatomia, fisiologia e biologia dos primeiros anos de cursos superiores da área da saúde, como medicina, enfermagem, fisioterapia e educação física

Instituições de ensino brasileiras podem fazer uso, gratuitamente, de uma plataforma de aprendizagem online que pode ser acessada em qualquer dispositivo com acesso à internet. O sistema LT – produzido especificamente para o ensino de disciplinas dos primeiros anos dos cursos da saúde – está com acesso aberto até 30 de junho, ou enquanto durar o período de cancelamento das aulas presenciais. Para ter acesso à plataforma de ensino, professores ou representantes das instituições de ensino devem acessar o site. Após o cadastro já é possível iniciar o trabalho online com os alunos.

A tecnologia do LT, da empresa neozelandesa AD Instruments, é baseada em nuvem e conta com mais de 340 aulas de anatomia, fisiologia e biologia, incluindo casos de pacientes reais e seus exames. O conteúdo é totalmente customizável de acordo com o plano de aula de cada professor, e envolve temas de enfermagem, medicina e fisiologia – os professores podem adicionar conteúdos multimídia e interativos para que os alunos trabalhem sozinhos ou de forma colaborativa, em qualquer lugar.

Por meio de uma metodologia ativa e interativa de ensino e aprendizagem, a plataforma permite que os estudantes resolvam exercícios, façam upload de conteúdos, analisem dados, além de outras tarefas de aprendizado. A metodologia promove a autonomia do aluno no processo de aprendizagem, estimulando o pensamento crítico e a resolução de problemas, sem deixar de monitorar a assimilação do conteúdo. Os professores podem acompanhar o desempenho de cada estudante e reforçar pontos que precisem de mais atenção do aluno.

Nova Zelândia é destaque em tecnologia aplicada à educação

Conhecido internacionalmente como EdTech, sigla em inglês para Education Technology, o setor que alia a tecnologia digital ao ensino e à aprendizagem é um dos que mais cresce na Nova Zelândia. As novas ferramentas desenvolvidas no pequeno país da Oceania e exportadas para todos os continentes incluem salas de aulas virtuais, impressão 3D, computação em nuvem, entre outras tendências que estão alterando o modo como os conteúdos pedagógicos são produzidos e recebidos pelos estudantes de diversas áreas. Para acompanhar e promover o crescimento do setor, a organização sem fins lucrativos EdTech New Zealand foi criada em 2017 e já conta com mais de 140 empresas filiadas.

Sobre a ADInstruments

Criada em 1986 na Nova Zelândia, a ADInstruments desenvolve produtos e soluções tecnológicas para pesquisa e educação em ciências da vida, que já atendem a mais de 10 mil Universidades em todo o mundo. O rigor científico e a excelência técnica da ADInstruments fazem com que seus produtos já tenham mais de 30 mil citações em periódicos científicos internacionais. Atualmente, 90 das 100 melhores universidades do mundo usam soluções de ensino da ADInstruments em ciências da saúde. A empresa atua localmente no Brasil, desde 2008, com escritório que atende toda a região da América Latina.

Sobre a New Zealand Trade & Enterprise

A New Zealand Trade & Enterprise (NZTE) é a agência para o desenvolvimento do comércio internacional da Nova Zelândia. Sua atividade principal é oferecer suporte para que os negócios do país gerem alianças estratégicas e fomentem relações comerciais em nível internacional. Por meio de uma rede de 55 escritórios, a NZTE conecta os empreendimentos da Nova Zelândia ao mundo, compartilhando oportunidades, conhecimento, experiência e contatos.

Foto: Pixabay

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar