Kosice (Eslováquia) (AFP) – O papa Francisco se reúne nesta terça-feira (14) com membros da minoria romani, de cerca de 400 mil membros na Eslováquia, durante sua visita ao deteriorado bairro Lunik IX em Kosice, no leste do país.O sumo pontífice argentino iniciou sua jornada na cidade de Presov, a 40 quilômetros de Kosice, onde celebrou uma missa segundo o rito bizantino. Cerca de 30.000 fiéis participaram do evento, acenado para Francisco em sua passagem no papamóvel. Esta é a primeira viagem ao exterior de Francisco, de 84 anos, desde sua cirurgia de cólon no início de julho. Até agora, segue com boa saúde. Nas semanas que antecederam a visita, as autoridades municipais limparam o bairro e consertaram a estrada que leva até ele.Quase 20% dos ciganos da Eslováquia vivem em extrema pobreza, em mais de 600 favelas, especialmente no sul e no leste deste país da zona do euro de 5,4 milhões de habitantes. A região leste da Eslováquia é uma das áreas de menor PIB per capita da União Europeia. Os ciganos são considerados a minoria étnica mais populosa do continente, com grandes comunidades vivendo na Europa Central e Oriental. Segundo historiadores, meio milhão de romanis foram mortos pelos nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, o que equivale a 25% da população. Hoje, no final do dia, o papa Francisco se reunirá com os jovens em um estádio em Kosice.