Encantarias de Um Boi Juremeiro_foto Alan Sousa

Anualmente, 20 de novembro marca o Dia da Consciência Negra, em alusão à morte do líder Zumbi de Palmares, símbolo de resistência e luta pela liberdade do povo preto no Brasil. Para celebrar a data, no próximo sábado (20), às 17h, a Escola Porto Iracema das Artes — instituição da Secretaria da Cultura do Ceará (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM) — recebe a apresentação do espetáculo “Encantarias de Um Boi Juremeiro”, do coletivo Yabás. O espetáculo acontece em frente a Escola e é aberto ao público.

Realizado a partir da pesquisa “Comicidade e questões de gênero: corpos femininos e LGBTQIA+ na cultura tradicional”, de Hesse Santana, “Encantarias de Um Boi Juremeiro” foi desenvolvido no Laboratório de Teatro da Escola em 2020/21, com tutoria da pesquisadora Cibele Mateus. De acordo com Liana Cavalcante, integrante do coletivo, o trabalho se deu como uma oportunidade de reafirmar existências plurais, destacando conhecimentos afro-referenciados produzidos dentro da narrativa de terreiros de Umbanda e Jurema.

Ela explica ainda que o trabalho inteiro é carregado da relação entre corpos negros, LGBTQIA+, femininos, com a cultura tradicional e tem como objetivo reforçar o direito de um povo ao bem-estar e a felicidade. “O espetáculo é sobre o nosso direito de brincar, de ser brincante, de ir além dos processos de dores e violências que essas populações vivem”, destaca a artista.

Teatro feito para a rua e o público

Essa será a primeira apresentação presencial realizada pelo Laboratório de Teatro 2020/21, por isso as expectativas são altas. Levy Mota, coordenador do Laboratório de Teatro, revela que a presença do público potencializa a magia do teatro: as trocas dos corpos em convívio. Para ele, o espetáculo do Coletivo Yabás é feito para a rua, para a roda, o contato com o público.

“Essa é uma obra construída sobre uma base de comicidade popular que só acontece mesmo no encontro com o espectador. É muito especial poder, finalmente, ver acontecer esse encontro, e o Dia da Consciência Negra me parece perfeito: data de resistência”, ressalta o coordenador.

No dia 25, a partir das 19h, os integrantes do Coletivo Yabás participarão do “Anatomia do Espetáculo”, dissecando todo o processo de criação e produção da obra O evento será virtual, transmitido ao vivo no canal do Porto Iracema das Artes no Youtube.

Sobre o grupo

O Coletivo Yabás, criado em 2016 e coordenado por Hesse Santana e Liana Cavalcante, trabalha com diversas linguagens, sobretudo música, teatro e dança e debate, principalmente, cultura afro-indígena, protagonismo feminino e LGBT- militância junto a população afro-periférica da cidade de Fortaleza- Resistência.

SOBRE A ESCOLA

A Porto Iracema das Artes é a escola de formação e criação em artes do Governo do Estado do Ceará, instituição da Secretaria da Cultura (Secult) gerida pelo Instituto Dragão do Mar (IDM). Criada em 29 de agosto de 2013, há oito anos desenvolve processos formativos nas áreas de Música, Dança, Artes Visuais, Cinema e Teatro, com a oferta de Cursos Básicos e Técnicos, além de Laboratórios de Criação. Todas as ações oferecidas são gratuitas.

SERVIÇO

O quê: No Dia da Consciência Negra, Porto Iracema recebe espetáculo “Encantarias de Um Boi Juremeiro”
Com Coletivo Yabás
Quando: Sábado, 20 de novembro, às 17h
Onde: Em frente à Escola Porto Iracema das Artes (R. Dragão do Mar, 160 – Praia de Iracema)
Gratuito e aberto ao público

O quê: Anatomia do Espetáculo “Encantarias de Um Boi Juremeiro”, com Coletivo Yabás
Quando: Quinta-feira, 25 de novembro, às 19h
Onde: Youtube da Escola Porto Iracema das Artes
Gratuito