A atriz Lilian Valeska chega em Fortaleza com o musical premiado “Amargo Fruto – A vida de Billie Holiday”. Lilian, que já é conhecida com por seu sucesso como artista, interpretara 19 canções com “Summertime”, “Strange Fruit” e “Speak Low” em sua voz de timbre agudo conceituado.

A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta o espetáculo de 17 a 20 de maio de 2018, os ingressos começam a ser vendidos no dia 16 de maio, às 10 horas, com os valores de R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia).

A obra conta a história do talento de Billie Holiday e aborda a miséria em que ela viveu e momentos difíceis de sua trajetória, como um estupro aos 11 anos, a prostituição aos 13 anos, o preconceito racial e o envolvimento com drogas.  A linguagem do musical é acessível e as músicas são as mais conhecidas dos fãs. Tudo isso aproxima o público da Billie.

“E, com a Lilian a interpretando, é uma coisa que todo mundo vai querer ver”,

declara Ticiana Studart.

Os artistas, Milton Filho e Patrícia Costa completam o elenco do musical, cantando e interpretando diversos personagens que influenciaram diretamente a vida de Billie, que cantou a tristeza, a derrota, a tragédia dos momentos difíceis de sua vida como um todo.

O musical, que teve sua estreia em 2015, já recebeu diversos prêmios pelo País, entre eles, o Prêmio Shell 2016 na categoria Melhor Direção Musical. Quem realiza a direção geral do espetáculo é Ticiana Studart, enquanto a direção musical e os arranjos musicais são feitos por Marcelo Alonso Neves.

Você que é apaixonado por teatro e musicais, não pode deixar de conferir esse lindo espetáculo onde já emocionou diversas pessoas com sua turnê pelo Brasil.

Serviço:

Local: CAIXA Cultural Fortaleza

Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: 17 a 20 de maio de 2018

Horários: quinta, às 20h | sexta, às 20h | sábado, às 20h | domingo, às 19h

Duração: 90 minutos

Classificação indicativa: 12 anos

Ingressos: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia)

Vendas a partir do dia 16/05, das 10h às 20h, na bilheteria do local

 

Fotos: Reprodução