Gordon Liddy em 12 de abril de 2003 | AFP

Um dos responsáveis pela operação clandestino que provocou o escândalo Watergate e levou à renúncia do presidente Richard Nixon morreu na terça-feira aos 90 anos.

Gordon Liddy faleceu na casa de sua filha no estado da Virginia, de acordo com a imprensa. A família afirmou que a morte não está relacionada com a covid-19.

Liddy, ex-agente do FBI, orquestrou ao lado de um ex-agente da CIA, Howard Hunt, a operação de 1972 em que dois homens se fizeram passar por encanadores para entrar na sede nacional do Partido Democrata, localizada no edifício Watergate, principalmente para instalar microfones.

Após a revelação pelo jornal Washington Post, Nixon enfrentou um processo de destituição e renunciou antes do fim do processo.

Liddy e Hunt foram condenados à prisão.

A sentença original era de entre 6 e 20 anos de prisão, mas Liddy passou apenas 52 meses atrás das grades. Ele teve a pena comutada pelo presidente democrata Jimmy Carter.

Depois se tornou um apresentador de rádio de sucesso.

AFP