Viena (AFP) – O partido conservador austríaco designou nesta sexta-feira (3) como novo líder o ministro do Interior, Karl Nehammer, que será o novo chanceler do país, após a aposentadoria de Sebastian Kurz.”Fui designado hoje (sexta-feira) por unanimidade da direção do ÖVP como presidente do partido e, por isto, como candidato ao cargo de chanceler”, declarou Nehammer à imprensa.”Estou muito agradecido, é uma honra e um privilégio que não esperava”, completou.O político, de 49 anos, anunciou uma grande reforma ministerial. O ministro da Economia, Gernot Blümel, já apresentou o pedido de demissão.Alexander Schallenberg, nomeado como sucessor por Kurz em outubro, depois que ele viu seu nome envolvido em um escândalo de corrupção, afirmou na quinta-feira à noite que estava “disposto a deixar o cargo”. Ele retornará ao ministério das Relações Exteriores.Na quinta-feira, Kurz anunciou sua aposentadoria da política, apenas dois meses depois de renunciar ao cargo de chanceler após ser investigado por uma acusação de corrupção. O político, que assumiu o cargo com 31 anos, permaneceu no comando do partido e também como líder de sua bancada parlamentar, mas afirmou que desejava iniciar “um novo capítulo”. Também disse que estava “esgotado” com as recentes acusações do Ministério Público.De acordo com o MP, entre 2016 e 2018 foram publicados artigos elogiosos e pesquisas favoráveis a Kurz em troca da compra de espaço publicitário por parte do ministério da Fazenda, na época sob controle dos conservadores.Os conservadores estão no Executivo austríaco desde 1987 e governam com os social-democratas ou com a extrema-direita. No início de 2020, eles formaram uma coalizão sem precedentes com os Verdes. Karl Nehammer será o quinto chanceler a ocupar o cargo desde 2016. A data de posse ainda não foi definida.