CulturaMúsica

Miami festeja Grammy Latino a distância e com mais reggaeton

Com performances de artistas como Marc Anthony, Ricky Martin, Fito Páez, Anitta e José Luis Perales, Miami recebe nesta quinta-feira (19) os prêmios Grammy Latino, em uma cerimônia parcialmente on-line em que o cantor de reggaeton colombiano J Balvin lidera a disputa.

Com suas 13 indicações, J Balvin compete consigo mesmo em várias categorias: duas indicações a Álbum do ano (por “Colores” e “Oasis”, junto com Bad Bunny) e duas ao Vídeo do ano, pelas canções “Rojo” e “China” – esta última, uma colaboração com Anuel AA, Daddy Yankee, Karol G e Ozuna.

Junto a ele, estão os cantores de reggaeton porto-riquenhos Bad Bunny, com nove indicações; Ozuna, com oito; e Anuel AA, que soma sete.

O “chefe” Daddy Yankee, um dos pioneiros do gênero, recebeu três indicações – Produtor do ano entre elas -, mas com a diferença de ter impulsionado o reggaeton desde os anos 1990 até os prêmios da Academia de 2020.

Daddy Yankee, que está por trás de muitos dos hits do gênero dos últimos 20 anos, viralizou no ano passado com um protesto pela pouca presença do reggaeton no Grammy Latino, cujas preferências musicais não refletiam o que acontecia nas ruas.

Esta edição estreia a categoria de Melhor Interpretação Reggaeton, assim como as de Melhor Canção Pop/Rock e Melhor Canção Rap/Hip-Hop.

A 21a entrega anual dos prêmios da Academia Latina de Gravação será apresentada pela atriz mexicana indicada ao Oscar Yalitza Aparicio, junto aos anfitriões Carlos Rivera, Ana Brenda Contreras e Víctor Manuelle.

Uma festa a distância

O evento principal será em Miami, sem público e sem tapete vermelho, para evitar contágios de coronavírus, e contará também com performances a distância, como as de Anitta, no Rio de Janeiro; José Luis Perales, em Madri; Fito Páez, em Buenos Aires; e Bad Bunny, em San Juan.

Também performarão Pitbull, Pedro Capó, Alejandro Fernández, Karol G, Ricardo Montaner, Kany García e Los Tigres del Norte, entre outros.

No espetáculo em Miami, um grupo de médicos, enfermeiros, bombeiros e paramédicos participarão da performance do cubano-americano Pitbull para homenagear os esforços dos profissionais que atuam na linha de frente da pandemia.

Também serão homenageados o espanhol Julio Iglesias e o mexicano Pedro Infante. A Academia espera que seja um show que mostre “solidariedade, compaixão e gratidão” em meio à pandemia de covid-19.

A festa televisionada, na qual se entregam os principais prêmios, começa às 20h locais desta quinta-feira (22h em Brasília), após um programa de entrevistas que começa uma hora antes, devido à ausência do tapete vermelho.

Além de J Balvin e Bad Bunny, concorrem ao prêmio de Álbum do ano Ricky Martin, Carlos Vives, Jesse & Joy, Kany García, Natalia Lafourcade, Camilo e Fito Páez.

A segunda categoria mais cobiçada, Música do ano, abrange as músicas de Maluma, Jorge Drexler, Camilo, Alejandro Sanz, Carlos Vives, Residente, Ricky Martin, Juanes junto com Sebastián Yatra, Kany García com Nahuel Pennisi, Camilo com Pedro Capó, assim como Karol G com Nicki Minaj.

A categoria de Vídeo do ano também tem dez competidores: junto com “China” e “Rojo”, estão as produções de Pablo Alborán, Bajofondo, Camilo e Pedro Capó, Kany García e Nahuel Pennisi, Karol G e Nicki Minaj, Residente e Alejandro Sanz.

Essa categoria premia os intérpretes e produtores de um vídeo, enquanto a Música do ano reconhece seu autor.

Tags
Exibir Mais

Edinaele Sousa

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar