Foto - Reprodução Internet

O médico responsável pela cirurgia na digital influencer Liliane Amorim, que faleceu por complicações ocasionadas pelo procedimento, foi denunciado à Polícia Civil pela família da jovem, neste domingo (24), por suposta negligência e imperícia na condução da lipoaspiração e do tratamento pós-cirúrgico da paciente.

A denúncia contra o médico Benjamim Alencar foi registrada pelo ex-companheiro da vítima, Bernadino Neto, em delegacia em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará. O caso foi registrado duas horas após o falecimento de Liliane.

De acordo com boletim de ocorrência, Bernadino Neto afirma que “acredita-se que houve imperícia, além de negligência, no pós-cirúrgico”.

Liliane passou por uma lipoaspiração em 9 de janeiro. Ela recebeu alta no dia seguinte, sentindo mal-estar, dores no abdômen e dificuldade para se alimentar. Com o agravamento das dores, ela se internou em um hospital privado em 15 de janeiro e passou por nova cirurgia. Ela morreu neste domingo (24), após agravamento da situação.

A digital influencer publicava nas redes sociais conteúdos voltados para viagens, moda e beleza, e reunia mais de 170 mil seguidores no Instagram. Ela tinha 26 anos e deixou um filho de seis anos, cujo pai é o autor da denúncia.

Foto: Reprodução Internet