Sérgio Lima/Poder360 25.05.2021

A secretária de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde, Mayra Pinheiro, anunciou que entrará com uma petição no STF contra a CPI da Covid por ter tido dados sigilosos sobre ela vazados pela comissão. De acordo com a secretária, os senadores têm divulgado e-mails privados com seus dados pessoais.

“O que os senadores estão fazendo é divulgar e-mails privados, com dados pessoais. Isso é um crime. É descumprimento de uma medida cautelar que foi dada a mim enquanto depoente. Além disso, divulgaram informações falsas”, disse Mayra Pinheiro.

O STF autorizou a quebra de sigilo de Mayra Pinheiro, mas determinou que a confidencialidade dos dados fosse mantida. Entretanto, após os políticos entrarem em recesso, informações privadas da ex-secretária, incluindo um documento de identidade, com número oficial de registro, foram vazadas.

“O documento assinado pelo ministro Ricardo Lewandowski proíbe que qualquer e-mail ou documento sigiloso seja divulgado antes do término da CPI”, afirmou a secretária.