CoronavirusInternacionalNotícias

Laboratório de Pequim criou vacina experimental contra o novo Coronavírus

O laboratório Sinovac Biotech, no norte de Pequim criou uma das primeiras vacinas experimentais contra o novo coronavírus. Ele é um dos quatro laboratórios chineses autorizados a realizar ensaios clínicos. Embora sua vacina ainda não tenha sido testada, o grupo privado diz que está pronto para produzir 100 milhões de doses por ano para combater o vírus.

As razões para a confiança do laboratório vêm de 2009, quando ele se tornou o primeiro no mundo a lançar uma vacina contra a gripe suína H1N1.

“Trabalhamos dia e noite: para o processo de desenvolvimento da Covid-19 temos três grupos de trabalho por turnos, o que significa que não desperdiçamos nem uma minuto”. Disse Meng Weining, Diretor sênior internacional da Sinovac.

A vacina experimental é baseada em patógenos inertes e recebe o nome de “Coronavac“.

O tratamento ainda está longe de ser homologado, mas o fabricante precisa demonstrar que é capaz de produzir em larga escala e sujeitar lotes ao controle das autoridades.

A Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres indica que menos de uma dúzia de laboratórios até agora iniciaram testes em humanos. Entre eles está a Sinovac, que garante que obteve resultados promissores em macacos, antes de administrar seu soro pela primeira vez a 144 voluntários em meados de abril.

Mas o laboratório fundado em 2001 ainda não divulga uma data para iniciar a comercialização da vacina. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a produção de uma vacina pode levar entre 12 e 18 meses.

Confira a matéria:

Foto: AFP

 

 

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar