CoronavirusDestaqueEducaçãoNacionalNotícias

Justiça Federal decide adiar Enem no estado do Amazonas

A Justiça Federal do Amazonas suspendeu a realização da prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, marcada para este domingo (17). O pedido foi aceito pelo juiz federal Ricardo Augusto de Sales, segundo informações do Estadão e exige que a aplicação das provas no Amazonas fique suspensa até o término do estado de calamidade pública determinado pelo governador amazonense, Wilson Lima (PSC).

Em Manaus, o número de mortes passou de 3,8 mil e a capital voltou a sofrer com hospitais e cemitérios lotados por conta de um novo surto da Covid-19. Na ação, procuradores da República afirmam que a realização do exame no presente cenário seria o equivalente a aumentar a circulação do vírus causador da Covid-19, bem como “colocar os estudantes e suas famílias em risco aumentado”. A prefeitura da capital decidiu não liberar as escolas municipais para a realização do exame. 

Nesta terça (12), a Justiça Federal em São Paulo negou o pedido de adiamento das provas

De acordo com a decisão, caso uma cidade tenha elevado risco de contágio que justifique medidas severas de restrição de circulação, caberá às autoridades locais impedirem a realização da prova. Se isso acontecer, o Inep, responsável pela prova, terá que reaplicar o exame. Ainda não há data definida.

Na visão de infectologistas, Miriam Dal Ben, infectologista do hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, diz que as medidas adotadas pelo Inep “são as indicadas para mitigar o risco, mas o risco não é zero”.

Para Márcio Sommer Bittencourt, da Clínica Epidemiológica do Hospital Universitário da USP, diz que, “de forma bem subjetiva”, o risco com “pessoas em silêncio, usando máscara, com distanciamento e janelas abertas poderia ser considerado moderado” nas condições anunciadas pelo Inep. Em sua avaliação, a decisão de manter ou adiar o Enem é “muito complicada, mas acho que estamos fazendo o exame no pior momento da pandemia no Brasil. Está pior do que na data em que foi adiado [maio do ano passado]”.

Com informações do Estadão.

Tags
Exibir Mais

Sofia Alves

Técnica em Produção de Moda, Criadora de Contéudo, 18.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar