Justiça busca mais dois suspeitos por morte de vendedora em shopping de Fortaleza | Foto: Reprodução

Agentes da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) estão buscando duas pessoas suspeitas de terem participado do assalto que levou à morte da vendedora de uma joalheria, dentro de um shopping em Fortaleza. De acordo com o titular da pasta, Sandro Caron, além dos quatro homens presos, outras duas pessoas já foram identificadas e estão sendo procuradas.

Segundo a delegada Mariana Diógenes, da 7ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, que apura a investigação, dos outros dois, um já está identificado e qualificado, e o outro está sendo procurado pelas imagens das câmeras de segurança do shopping.

De acordo com a delegada, “foi possível identificar quem seria o mandante, o chefe, o autor intelectual, quem arquitetou essa empreitada. Sendo ele conhecido por Lúcio. O Lúcio Mauro é expertise dele esse tipo de conduta criminosa. Pelo montante desse roubo, ele disse que achou que ‘seria uma boa empreitada para ele se dar bem’”, disse.

Os suspeitos, Lúcio Mauro Rodrigues Ferreira, André Luiz dos Santos Nogueira e Antônio Duarte Araújo Enéas já haviam sido presos em dezembro de 2020 por roubo qualificado, mas foram soltos em março deste ano por uma decisão da Justiça. A investigação identificou que Douglas da Silva Dias foi o responsável pelo disparo que vitimou a vendedora da joalheria, Carol Rocha.

Sandro Caron disse que, após a soltura, eles continuaram praticando crimes e, no mês de julho, “realizaram um assalto no Bairro Carlito Pamplona em uma loja de departamentos”. Ainda de acordo com o secretário, eles também roubaram celulares.