CearáDestaqueFortalezaNotícias

Instituto Verde Luz relata que Prefeitura de Fortaleza aproveita momento de pandemia para aprovar projeto de destruição de Dunas da Sabiaguaba

Nesta quinta-feira (08) o Conselho Gestor da Sabiaguaba, coordenado pela Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (SEUMA), se reuniu e aprovou projeto de loteamento com área superior a 50 hectares, em Área de Proteção Ambiental (APA) da Sabiaguaba, na zona de amortecimento do Parque do Cocó.

Isso significa o potencial desmatamento de mais de 50 campos de futebol de florestas, com centenas de espécies de plantas e animais, algumas inclusive ameaçadas de extinção e que só ocorrem aqui no Ceará. Na área existe um enorme campo de dunas vegetadas, integrando os últimos 17% das dunas que ainda existem no município.

Votação

Votaram contra apenas o Instituto Verdeluz e a Associação Náutica Desportiva da Abreulândia – ANDA.

Votaram a favor 14 instituições que especificamos a seguir:
Secretaria Municipal do Urbanismo e Meio Ambiente – SEUMA
Secretaria Regional VI – SER VI
Secretaria Municipal de Turismo de Fortaleza – SETFOR
Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão – SEPOG
Coordenadoria Especial de Articulação Política – CEAP
Secretaria Municipal do Desenvolvimento Habitacional de Fortaleza – HABITAFOR
Coordenadoria de Biodiversidade – COBIO/SEMA
Câmara Municipal de Fortaleza
Procuradoria Geral do Município – PGM
Associação dos Moradores e Amigos da Gereberaba – AMAG
Universidade Estadual da Ceará – UECE
Imobiliária M. Tadeu Ltda.
Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB
Associação dos Comerciantes e Moradores da Praia da Abreulândia – ACOMPA

“Durante a votação, conselheiros do Verdeluz tentaram levantar o debate, mas foi vetada qualquer tentativa de diálogo ou de adiar a votação. Repudiamos essa tentativa de se utilizar de um momento de pandemia, em que a comunidade não poderia participar presencialmente das reuniões, para aprovar um projeto tão potencialmente destruidor”, relata o Instituto Verde Luz.

O Instituto ainda diz que é preciso pressionar as autoridades responsáveis. “Precisamos pressionar o Prefeito Roberto Cláudio e o Governador Camilo Santana para que não levem à frente esse projeto absurdo e para que protejam ativamente essa área”.

Biólogos e entidades de proteção ao meio ambiente denunciam a possibilidade de desmatamento, prejuízo a espécies raras e em extinção e destruição de larga extensão de dunas. Muitos movimentos nas redes sociais e petições estão acontecendo para que seja anulado este projeto.

Confira o vídeo:

View this post on Instagram

Eu havia me afastado do Instagram e não pretendia voltar tão cedo, mas a questão é urgente. Ontem foi votado e aprovado no Conselho Gestor da Sabiaguaba a destruição de uma enorme área conservada de 50 hectares! Exatamente a área à qual eu e toda a minha equipe de nos dedicamos a anos na pesquisa. Essa área é riquíssima, com espécies de plantas e de animais genuinamente cearenses e ameaçadas de extinção, ricas florestas com centenas de espécies de fauna e de flora que as habitam. Na área existe um enorme campo de dunas vegetadas, integrando os últimos 17% das dunas que ainda existem no município. Pessoas movidas pela vontade egoísta de encher o bolso de dinheiro estão querendo botar toda a floresta deitada, atacando toda a vida que lá existe. Não podemos permitir! Estamos tomando todas as medidas legais cabíveis, mas a divulgação desse ataque é da maior importância. Só assim teremos voz para barrar esse absurdo. Parem a destruição das Dunas da Sabiaguaba! #fortalezapelasdunas #salveasdunasdococo #institutoverdeluz #greenpeace #Soscocó #sosmataatlantica

A post shared by Gabriel Aguiar (@gabrielbiologia) on

Foto: Reprodução

Tags
Exibir Mais

Edinaele Sousa

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar