Mídias SociaisMundo DigitalNovas Tecnologias

Instagram vai banir postagens que promovam a terapia de conversão

O Instagram anunciou que não vai mais permitir a postagem e o compartilhamento de conteúdos que promovam a terapia de conversão, prática conhecida por tentar alterar a orientação sexual de um indivíduo à força. A novidade foi divulgada por um porta-voz da rede social em entrevista à CNN, nesta sexta-feira (10).

Desde o início do ano (2020), a plataforma já havia banido os anúncios pagos referentes a este tipo de terapia. E agora, resolveu eliminar também as postagens orgânicas sobre o assunto, depois que usuários do Reino Unido fizeram um pedido a ela, para remover as publicações de uma organização criticada por promover a prática.

Em resposta, o Instagram excluiu algumas postagens do perfil do Core Issues Trust, uma organização religiosa britânica que divulga a terapia de conversão, após revisar suas políticas sobre publicações com discursos de ódio.

A diretora de políticas públicas do Instagram Tara Hopkins comentou sobre a decisão: “Não permitimos ataques contra pessoas com base em orientação sexual ou identidade de gênero e estamos atualizando nossas políticas para proibir a promoção de serviços de terapia de conversão”, disse ela, explicando os motivos para banir as postagens da conta em questão.

Proibição é válida em todo o mundo

De acordo com Hopkins, a proibição para os conteúdos sobre terapia de reorientação sexual vale para todo o mundo. A nova regra faz parte da expansão das políticas globais da empresa pertencente ao Facebook para combater o discurso de ódio.

Além de banir este tipo de postagem, a plataforma vai deixar de recomendar conteúdos relacionados ao tema, incluindo depoimentos sobre a sua eficácia e posts com elogios ou apoio à prática, exceto nos casos que se enquadrem em um contexto legislativo. Os perfis reincidentes poderão ter as contas desativadas.

É válido lembrar que a terapia é desacreditada por diversas instituições científicas e proibida em alguns países, inclusive o Brasil.

Fonte: TecMundo
Foto: Reprodução Internet

 

Tags
Exibir Mais

Edinaele Sousa

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar