Foto/Reprodução: Internet

Em consequência ao colapso do sistema de saúde amazonense, pacientes com Covid-19 de Manaus serão transferidos para Fortaleza e outras cidades do país. O Hospital Universitário Walter Cantídio (Huwc), ligado à Universidade Federal do Ceará (UFC), em Fortaleza, foi uma das nove unidades de saúde escolhida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) para receber os pacientes com Covid-19 vindos de Manaus, capital onde a falta de oxigênio em hospitais agrava ainda mais crise sanitária no Estado. No total, deverão ser  atendidos quatro pacientes no local.

Em nota, o Huwc declarou que “apresenta condições de receber quatro pacientes, dois masculinos e dois femininos, em enfermarias preparadas para pacientes em isolamento”.A Pasta federal confirmou as quatro transferências e acrescentou que os pacientes “atendem a critérios clínicos definidos pela equipe médica”. 

O hospital disse ainda que a articulação sobre a vinda deles e o contato com as secretarias de saúde municipal e estadual, é de competência do Ministério da Saúde.

“O deslocamento será realizado com a presença de profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para prestar atendimento aos pacientes. Em terra, cada destino ainda terá à sua disposição uma frota de ambulâncias exclusivas para levar os pacientes dos aeroportos aos hospitais”, explicou o Ministério.

Caos em Manaus 

A capital de Manaus está vivendo sua 2° crise em decorrência do avanço dos casos de Covid-19 e com o número de internações batendo recordes, as unidades de saúde ficaram sem oxigênio. Amazonas está enviando pacientes para outros estados.

Os cemitérios também estão lotados, tiveram o horário de funcionamento ampliado e instalaram câmaras frigoríficas.