Foto/Reprodução: Internet

O grupo de pagode Molejo vão relembrar o sucesso dos anos 1990 em uma live. A transmissão da “Live Raiz” acontecerá na próxima segunda-feira, 22, às 20h.

A banda, atualmente, é composta por Anderson Leonardo (cavaco e voz); Andrezinho (surdo e voz); Claumirzinho (pandeiro e vocal); Lúcio Nascimento (repique de mão e vocal); Jimmy Batera (bateria e vocal) e Robson Calazans (tantan, caixa e reco reco).

O Molejo foi um dos grandes sucessos da década de 1990 com as músicas “Caçamba”, “Brincadeira de Criança”, “Dança da Vassoura”, “Samba Rock do Molejão”, “Paparico”, “Cilada”, Clínica Geral, “Ah Moleque”, “Samba Diferente”, “Pensamento Verde”, “Assim Oh”, além de outras canções.

Acusação

O vocalista do grupo, Anderson Leonardo, início de fevereiro se envolveu em uma polêmica. O artista foi acusado por MC Maylon de estupro. Durante uma entrevista para o jornalista Roberto Cabrini, da TV Record, o pagodeiro revelou que a situação afeta a contratação de shows e, consequentemente, na renda de 30 famílias do grupo.

A acusação diz respeito a um estupro no dia 11 de dezembro de 2020, em que o vocalista prometeu levá-lo a uma reunião e, ao invés disso, entrou em um motel no Rio de Janeiro. O cantor nega veementemente o crime.

Segundo informações que foram relatas à polícia, Anderson seria empresário da vítima, que tenta carreira de MC, e o teria chamado para uma conversa em particular. Antes de chegar ao local, o vocalista teria dito que pararia o carro para que eles pudessem comer, mas em vez disso, o ludibriou a entrar em um motel.

Chegando ao quarto do estabelecimento, o cantor teria tirado as roupas e teria dado tapas na cara do jovem, que chorava e dizia ainda ser virgem. Também conforme relatado à polícia, MC Maylon afirmou que o cantor teria tomado seu celular e o teria desligado. Após isso, o vocalista teria violentado o jovem sexualmente, sem usar camisinha.