A jovem ativista Greta Thunberg | AFP

A jovem ativista sueca contra a mudança climática Greta Thunberg não irá à conferência sobre o clima COP26 em novembro em Glasgow, devido à distribuição desigual de vacinas contra o coronavírus, que marginaliza os países com menos recursos – explicou ela à AFP nesta sexta-feira (9).

“Devido à distribuição extremamente desigual das vacinas, não participarei da COP26, se a situação continuar como está”, afirmou.

Thunberg, de 18 anos, pediu ao governo britânico que volte a adiar a COP26, se esse acesso desigual às vacinas entre os diferentes países não permitir uma presença equilibrada de participantes e militantes. A reunião já havia sido adiada uma primeira vez, devido à crise sanitária global.

A líder do movimento “Fridays for Future” (“Sextas-feiras do Futuro”) e das Greves Escolares pelo Clima pediu aos países ricos que compartilhem suas doses com pessoas que vivem em lugares com mais risco e menos recursos “antes de começar a vacinar os jovens que gozam de boa saúde”.

“Se isso não for possível, sugiro adiar (a COP26) para que todos possam participar nas mesmas condições”, disse ela à AFP, confirmando uma reportagem da BBC.

A militante não descarta mudar de opinião, se a distribuição das vacinas melhorar.

“Claro que adoraria participar da COP26, mas apenas se todos tiverem as mesmas condições”, insistiu.

Com um ano de atraso, a COP26 será realizada de 1º a 12 de novembro em Glasgow, na Escócia.

AFP