Foto: Agência Brasil

A Polícia Federal cumpre, nesta sexta-feira (23), quatro mandados de busca e apreensão em Fortaleza e Maranguape, para investigar um grupo criminoso suspeito de fraudar o auxílio emergencial.

Foram apreendidos computadores, telefones e outras mídias que serão submetidos a exames periciais que vão ajudar na apuração da prática criminosa. Os mandados foram expedidos pelas 11ª e 32ª varas da Justiça Federal. Os envolvidos vão responder pelos crimes estelionato, falsidade ideológica e associação criminosa.

A investigação é resultado do trabalho investigativo contra fraudes ao auxílio emergencial, com foco na atuação de grupos, associações ou organização criminosas e na desarticulação de fraudes estruturadas.

Além da PF, participam o Ministério Público Federal, o Ministério da Cidadania, a Caixa Econômica Federal, a Receita Federal, a Controladoria Geral da União e o Tribunal de Contas da União.

A Operação Argólida é uma alusão a região que, em tese, era habitada pela Hidra de Lerna – ser mitológico com corpo de dragão e várias cabeças de serpentes, que podiam se regenerar. Não houve prisão.

Com informações do G1 Ceará