Londres (AFP) – A autoridade britânica da concorrência (CMA, na sigla em inglês) multou o gigante americano das redes sociais em 50,5 milhões de libras por ignorar instruções, deliberadamente, em meio a uma investigação sobre sua fusão com a “startup” de gráficos animados Giphy.”É a primeira vez que uma empresa viola uma ordem da CMA, ao se recusar, de forma deliberada, a fornecer todas as informações solicitadas”, declarou a agência nesta quarta-feira (20).O órgão impôs à empresa uma multa de 50,5 milhões de libras (US$ 69,5 milhões), por descumprir demandas no âmbito de uma “investigação sobre a aquisição da Giphy pelo Facebook”.O ente regulador lembrou que, em junho de 2020, emitiu uma medida cautelar para deter o processo de fusão, com o objetivo de “garantir que as empresas continuem competindo, como teriam feito sem a fusão, e para evitar que se continuassem a se integrar enquanto durar a investigação”. “Dadas as múltiplas advertências feitas ao Facebook, a CMA considera que o descumprimento de sua ordem foi deliberado”, acrescentou. O Facebook anunciou em maio de 2020 esta aquisição, avaliada em US$ 400 milhões, com o objetivo de integrar no Instagram a enorme biblioteca de “gifs”, imagens animadas muito populares nas redes sociais, de propriedade da Giphy, cujo sistema permite sua busca, compartilhamento e criação.Em agosto deste ano, a CMA advertiu que o Facebook poderia ter de se desfazer da Giphy, por considerar que a aquisição poderia prejudicar os usuários e o mercado de publicidade on-line. A investigação continua em andamento, porém, e “nenhuma decisão” foi tomada ainda, disse a agência.