Na última quarta-feira (15), o Sindicato de Educação da Livre Iniciativa do Ceará (Sinepe) diz que apresentou ao Governo do Ceará uma proposta para volta letiva a partir do dia 27 de julho. A retomada está prevista para acontecer em três etapas, com uma semana de intervalo entre elas.

De acordo com Andréa Nogueira, atual presidente do Sinepe, a nova proposta de data para o retorno presencial é uma alternativa para comportar a nova realidades dos responsáveis.

 “Pelo boletim epidemiológico, é certeza que Fortaleza avance para fase 4. Nós temos depoimentos de pais que são de setores que já voltaram ao trabalho e não estão conseguindo deixar os filhos em outro local”, indica Andréa. Além disso, o lado financeiro também pesou para a medida.

Desde o dia 15 de maio, as escolas estão trabalhando em protocolos sanitários para retorno seguro.

Na quarta-feira (15), o governador Camilo Santana retirou a permissão de atividades letivas presenciais do plano de retomada da Capital. A medida impactou a rede privada de ensino, que já articulava retorno na próxima semana.

Com informações do Diário do Nordeste
Foto: Reprodução