Foto: Divulgação

Diante do cenário atual de perdas na economia cearense e brasileira, o segmento de construção civil vem sendo destaque, principalmente na categoria de construção financiada. De acordo com dados recente do Ipece, o setor de construção chegou a subir 0,63% em todo o país, movimento impulsionado pelo mercado imobiliário.De acordo com Hygor Guerreiro, especialista em construção financiada da Incorporadora Domus, a ampliação da moradia e o trabalho home office foram responsáveis pelo crescimento de 60% na procura de casa financiadas. “As pessoas estão investindo no sonho de ter sua casa própria do jeito que sempre sonharam. Ainda mais no novo normal onde o home office deixa as famílias em casa e todos precisam de seu espaço”, conta.

O setor vive uma curva de crescimento com o cenário favorável dos juros, o que vem gerando recordes no financiamento imobiliário. Outro ponto é que as pessoas partiram para a segunda moradia, como casas de praia ou campo, para terem um lazer, uma vez que as viagens ficaram muito limitadas.

O lançamento do Governo Federal do programa Casa Verde Amarela, que veio para substituir o Minha Casa, Minha Vida, é outro importante fator a influenciar o mercado neste ano, que deverá provocar reflexos também na curva de empregos. O aumento da demanda deve gerar um número expressivo de contratações e o setor poderá gerar 10 mil novas vagas de emprego em 2021 no Ceará.

“O processo é simples. A caixa econômica possui um programa chamado “Aquisição de terreno e construção”, onde a pessoa com nome limpo e renda comprovada consegue crédito bancário para sua construção e compra do terreno, tudo isso assessorado conosco”, relata Hygor Guerreiro.