Moradores empurram carro preso na neve em Austin, Texas | AFP

A energia elétrica está sendo gradualmente restabelecida nos Estados Unidos, embora centenas de milhares de residências continuem sem eletricidade nesta quinta-feira (18) em meio a uma onda de frio intenso que se estende por grande parte do país e deve durar até o fim de semana.

A massa de ar frio do Ártico está começando a se dissipar, informou o Serviço Nacional Meteorológico (NWS), que prevê a permanência de temperaturas abaixo de zero.

O frio pode continuar “no centro-sul dos Estados Unidos até a manhã de sábado”, afirmou o NWS. “As planícies e vales do Mississippi podem esperar temperaturas entre 20 e 30 graus abaixo do normal”.

Os meteorologistas disseram que mais de 100 milhões de pessoas que residem no meio-oeste foram afetadas por tempestades de inverno de intensidade variável.

Jeff Zients, coordenador da luta contra a covid-19 na Casa Branca, destacou que o clima gelado afeta a campanha de imunização e provoca o fechamento dos postos de vacinação.

O presidente Joe Biden, por sua vez, teve que adiar uma visita marcada a uma fábrica da Pfizer que produz vacinas em Kalamazoo, Michigan.

Algumas áreas do Texas, Louisiana, Arkansas e Mississippi devem sofrerão acúmulos de gelo “paralisantes” que podem levar a mais cortes de energia e danos às árvores, além de tornar as estradas perigosas.

Quase 30 mortes relacionadas ao mau tempo foram reportadas desde a chegada da frente fria na semana passada, principalmente em acidentes de trânsito, de acordo com a mídia americana.

 “Dormir em um freezer”

Carros fazem fila para reabastecer em uma estação H-E-B em Round Rock, Texas, em 16 de fevereiro de 2021 | AFP

No Texas, as empresas de energia tiveram que realizar cortes parciais desde o último fim de semana para evitar o superaquecimento do sistema devido aos picos de demanda.

A ERCOT, empresa que administra a rede de distribuição para este estado do sul do país, informou na quarta-feira que restaurou a energia elétrica em quase 1,6 milhão de residências.

“Estamos trabalhando sem parar para restabelecer a energia para os texanos”, declarou o presidente da empresa, Bill Magness, em comunicado.

De acordo com o site Poweroutage.us, que monitora os cortes de energia nos Estados Unidos, mais de 674.000 assinantes no Texas estavam sem energia esta manhã.

A falta de energia foi agravada pelo fechamento de várias usinas movidas a gás e turbinas eólicas devido à situação climática.

A angústia era visível na Igreja Lakewood em Houston, onde muitos se refugiaram para escapar do frio.

David Hernández, de 38 anos, passou a noite ali depois que seu veículo quebrou. “Eu estava tentando dormir no carro, mas estava muito frio. Todos os líquidos congelaram, então era como dormir em um freezer”, disse.

“Tive que vir aqui, não tive escolha”.

O frio também não poupou os animais. A organização de proteção Primively Primates, perto de San Antonio e sem energia desde segunda-feira, relatou a morte de 12 macacos na quarta-feira, apesar dos esforços para tentar manter os primatas aquecidos.

Capital energética

Beto O’Rourke, ex-candidato texano nas primárias democratas, disse à MSNBC que a situação é “pior do que se afirma”, porque “as pessoas estão há dias sem eletricidade”.

“A capital energética da América do Norte não é capaz de fornecer a energia elétrica necessária para aquecer e abastecer as casas das pessoas que vivem neste grande estado”, acrescentou.

Milhões de pessoas ficaram sem energia elétrica nesta quarta-feira no Texas, a capital energética dos Estados Unidos, e enfrentaram também cortes de água, quando uma tempestade de inverno incomum atingiu o sudeste do país.

“Estamos perto de ser um estado falido no Texas”.

Até 73% dos Estados Unidos – excluindo Havaí, Alasca e outros territórios fora do continente – estavam cobertos de neve nesta quarta-feira, de acordo com o NWS. Um recorde desde 2003, quando essa medição começou a ser feita.

E o Texas, onde a temperatura é quente mesmo no inverno, não é exceção: um cobertor branco de 15 centímetros de espessura cobria Austin, a capital, um recorde em mais de 70 anos. E mais neve pode cair nos próximos dias, alertou o NWS.

Moradores dos estados de Oregon (noroeste), Louisiana (sul), Mississippi (sul), Kentucky (centro-leste), Ohio (nordeste), West Virginia (leste) e Virginia (leste) também foram afetados pelos cortes de energia, segundo poweroutage.us.

As condições extremas também geraram vários tornados, um dos quais atingiu a Carolina do Norte na terça-feira, deixando três mortos e dez feridos.

AFP