EleiçõesNacionalNacionalNotíciasPolítica

Eleições 2020: confira balanço do segundo turno nas principais capitais do Brasil

Sem atraso nos resultados, segundo turno frustra esquerda nas principais capitais e consolida derrota de Bolsonaro como cabo eleitoral. Centro-direita sai fortalecida.

Os resultados do segundo turno das eleições 2020 terminaram com um cenário morno. Por um lado, o Partido dos Trabalhadores (PT), que mais levou candidatos à segunda rodada da disputa, com nomes em 15 das 57 cidades, terminou sem comandar nenhuma capital de Estado. Essa é a primeira vez desde 1985.

Por outro, o segundo turno também consolidou o fiasco do presidente Jair Bolsonaro como cabo eleitoral em 2020. Dos 63 candidatos para os quais indicou apoio, só 11 vereadores e 5 prefeitos foram eleitos, 4 deles do interior. 

A centro-direita, por sua vez, confirmou sua condição de grande vencedora nas eleições municipais. Contando primeiro e segundo turno, o MDB levou cinco capitais e o DEM e PSDB, quatro cada um. Segundo os analistas, esse cenário já projeta como deve ser as eleições presidenciais em 2022 e até a vida do futuro presidente do Brasil, no qual o diálogo com o centrão vai ser fundamental, diz matéria do do UOL. 

Confira os resultados nas principais capitais do país:

Fortaleza (CE)

Na capital cearense, o atual presidente da assembleia legislativa estadual José Sarto (PDT) obteve 51,69% dos votos e se elegeu neste segundo turno. O candidato foi apoiado pelos irmãos Ciro e Cid Gomes. Já o deputado federal Capitão Wagner (Pros) recebeu 48,31% dos votos.

Recife (PE)

Em uma das disputas mais acirradas do segundo turno, o deputado federal João Campos (PSB) foi eleito prefeito do Recife, com 447.913 votos (56,27% dos votos válidos). O filho do ex-governador Eduardo Campos – morto em um acidente aéreo durante a campanha presidencial de 2014 – derrotou a também deputada federal Marília Arraes (PT), sua prima de segundo grau (ambos são herdeiros políticos do ex-governador Miguel Arraes).

A candidata petista recebeu 348.126, 43,73% dos votos válidos. 

São Paulo (SP)

O prefeito Bruno Covas (PSDB) foi reeleito para mais quatro anos de mandato. Com a totalidade das urnas apuradas, o tucano conquistou 3.169.121 votos – o equivalente a 59,38% dos votos válidos. Ele derrotou Guilherme Boulos (PSOL), líder do movimento dos sem-teto, que recebeu 2.168.109 votos – 40,62% dos votos válidos.

Rio de Janeiro (RJ)

O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) foi escolhido pelos cariocas, neste domingo (29), para retornar ao comando da prefeitura do Rio de Janeiro pelos próximos quatro anos. Ele recebeu 1.629.319 votos – o que corresponde a 64,07% dos votos válidos – derrotando o atual prefeito, Marcelo Crivella (Republicanos), que teve 913.700 votos (35,93%).

Porto Alegre (RS)

O ex-vice-prefeito Sebastião Melo (MDB) foi eleito na capital gaúcha com 370.550 votos (54,63% dos votos válidos). Ele derrotou a ex-deputada Manuela D’Ávila (PCdoB), que terminou a disputa com 307.745 votos (45,37%).

São Luís (MA)

Na capital maranhense, Eduardo Braide (Pode) foi eleito, com 270.557 votos válidos, ou 55,53% do total. Braide já foi deputado estadual; atualmente, é deputado federal. Esta é a segunda vez que ele concorre à prefeitura da capital maranhense. Sua vice é é Professora Esmênia, do PSD. Seu adversário, o deputado estadual Duarte (Republicanos), recebeu 44,47%, ou 216.665 dos votos válidos.

Teresina (PI)

Dr. Pessoa, do MDB, venceu a disputa em Teresina. O candidato recebeu 236.339 votos (62,31% dos votos válidos). Seu adversário no pleito, Kleber Montezuma (PSDB), teve 142.941 votos (37,69%).

Aracaju (SE)

Em Aracaju, o atual prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) foi reeleito. Ele recebeu 150.823 (57,86%) dos votos válidos. O candidato do PDT derrotou a candidata delegada Danielle (Cidadania), que ficou com 42,14% dos votos (109.864 dos votos válidos).

João Pessoa (PB)

Na capital paraibana, o candidato Cicero Lucena (PP) foi eleito, com 53,16% dos votos válidos (185.055 votos). O candidato Nilvan Ferreira (MDB), que participa pela primeira vez da corrida eleitoral, recebeu 163.030 votos, ou 46,84% (excluindo votos em branco e nulos).

Belém (PA)

O deputado federal Edmilson Rodrigues (PSOL) foi eleito prefeito de Belém. Ele recebeu 390.723 votos ‒ ou 51,76% dos votos válidos ‒ e derrotou o candidato Delegado Everaldo Eguchi (Patriotas), considerado uma das grandes surpresas do primeiro turno, que agora obteve 364.095 votos (48,24%).

Vitória (ES)

Em Vitória, o candidato Delegado Pazolini (Republicanos) foi eleito, com 58,50% dos votos válidos. Pazzolini é deputado estadual na Assembleia Legislativa do Espírito Santo. Seu adversário, o ex-prefeito João Coser (PT), recebeu 72.684 votos, ou 41,50% do total.

Porto Velho (RO)

O atual prefeito da capital de Rondônia, Hildon Chaves (PSDB), foi reeleito com 109.992 votos (54,45% dos votos válidos). Sua adversária na disputa, a candidata Cristiane Lopes (PP), recebeu 92.015 votos (45,55%, excluindo votos em branco e nulos).

Rio Branco (AC)

O candidato Tião Bocalom (PP) venceu o segundo turno para prefeitura de Rio Branco (AC), com 104.746 votos (62,05% dos votos válidos). Ele derrotou Socorro Neri, que teve 61.702 votos (37,95%).

Manaus (AM)

O candidato David Almeida (Avante) foi eleito na capital amazonense, com 51,27% dos votos válidos. Ele derrotou o experiente Amazonino Mendes (Podemos), que já comandou a cidade três vezes e governou o estado quatro.

Boa Vista (RR)

A capital de Roraima terá Arthur Henrique (MDB) como novo prefeito. O candidato recebeu 85,36% dos votos válidos. Ottaci Nascimento (Solidariedade) teve 14,64% dos votos.

Cuiabá (MT)

Emanuel Pinheiro (MDB) foi reeleito neste segundo turno, com 51,16% dos votos válidos. Seu adversário, Abilio (Podemos), terminou a disputa com 48,84%.

Goiânia (GO)

Na capital goiana, o candidato Maguito Vilela (MDB) recebeu 277.497 votos – ou 52,60% dos votos válidos – e foi eleito neste segundo turno. O candidato Vanderlan Cardoso (PSD), por sua vez, ficou com 47,40% dos votos (250.036 votos válidos).

Palmas (TO): única mulher eleita nas 26 capitais no Brasil

Na capital tocantinense, Cíntia Ribeiro (PSDB) foi reeleita, ainda no primeiro turno, para o segundo mandato. Com o resultado, Ribeiro foi a única mulher eleita nas 26 capitais do Brasil. Ao final da apuração, ela teve 36,24% dos votos dados a todos os candidatos. A prefeita recebeu 46.243 votos. O segundo colocado na eleição foi o Professor Júnior Geo, do PROS, com 14,52%.

*com informações da InfoMoney, BBC News Brasil, Folha de São Paulo e UOL

Tags
Exibir Mais

Rogério Bié

Estudante de Jornalismo, 20 anos, escorpiano, apaixonado por entretenimento, novas línguas e culturas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar