Cultura

Dragão do Mar transmite bate-papo ao vivo sobre projeto que aborda mundo fantástico no imaginário nordestino, nesta quinta (8)

Por meio do Museu da Cultura Cearense, os curadores Rafael Limaverde e Marquinhos Abu apresentam e discutem as ações do Bestiário Nordestino, projeto que reúne artistas do Ceará, da Paraíba, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte.

Dando continuidade à programação do Conexões Museus, programa do Museu da Cultura Cearense (MCC) que desde 2019 provoca reflexões e práticas que contextualizam e ressignificam o campo museológico contemporâneo, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura realiza, nesta quinta-feira (8), uma conversa ao vivo com os curadores do “Bestiário Nordestino”, projeto que reúne produções artísticas em torno do mundo fantástico no imaginário nordestino.

Na live homônima, Rafael Limaverde e Marquinhos Abu discutem as experiências dos projetos Bestiário Nordestino e Bestiário na Estrada, a partir das 19h, no canal do Dragão do Mar no YouTube (www.youtube.com/dragaodomarcentro). O bate-papo será mediado pelo coordenador do Núcleo Educativo do MCC, Ícaro Souza.

“Bestiário Nordestino – Um olhar sobre a gravura fantástica traça um panorama da gravura “Fantástica”, composta por imagens de monstros e mitos originários do imaginário popular nordestino, produzidas no século XX e XXI por artistas do Ceará, da Paraíba e de Pernambuco e do Rio Grande do Norte.

Iniciada em 2015, a pesquisa ganhou exposição, que entrou em cartaz no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, em 2017, e agora ganha novos contornos. Na busca de ampliar a pesquisa desse imaginário, que perpassa pelas festas de caretas e caboclos, reisados e folguedos, carrancas do Rio São Francisco, fantasias tradicionais de carnaval e cavalos-marinhos de Pernambuco, os curadores lançam campanha de financiamento coletivo para registrar novas linguagens, para além da gravura, em uma viagem de 4.500 km por 7 estados. A pesquisa de campo resultará na produção de um documentário que será disponibilizado para os apoiadores.

Sobre os participantes

Rafael Limaverde é xilogravurista, grafiteiro, designer e ilustrador. Teve sua primeira exposição de pinturas e infogravuras intitulada “Caos” – Fortaleza/CE (2000). A segunda sob o título “Xilofagia”, com 14 xilogravuras homenageando personalidades e manifestações importantes da cultura nordestina – Fortaleza (2002). Ex-integrante do grupo Acidum, expôs na Funarte (São Paulo/SP e Rio de Janeiro/RJ), Salão de Abril (Fortaleza/ CE) e Mostra Sesc Cariri (Crato/CE). Foi curador da exposição Eco Barroco no CCBNB (Centro Cultural Banco do Nordeste) – Fortaleza (2011) e da exposição Bestiário Nordestino, na Multigaleria – Centro de Arte e Cultura Dragão do Mar – Fortaleza (2017). Como grafiteiro, realizou trabalhos em quatro edições do Festival Concreto – Fortaleza (2013, 2015, 2016, 2017) e Festival Bahia de Todas as Cores – Candeias/BA (2017). Pesquisa, atualmente, desenhos, pinturas, gravuras e assemblages, tendo como referência a cosmovisão sagrada e profana do Nordeste).

Marquinhos Abu é grafiteiro, arte educador, produtor e membro do Coletivo Aparecidos Políticos. Participou da curadoria do Ateliê Aparecidos Políticos, no Sobrado José Lourenço, em Fortaleza/CE. No município de Crato/CE, Abu desenvolveu o projeto Retratos de Memória do Gesso, com o registro e pintura em stêncil de moradores históricos da comunidade. Participou também da produção do projeto Oco do Mundo, gravado no sertâo nordestino, e do documentário ‘Desbravadores – Street View Trekker.

Compõe, ainda, a equipe de produção do Concreto Festival Internacional de Arte Urbana, além de seguir participando de festivais de grafite pelo Brasil. Recentemente, fez parte da Caravana Concreto no México, participando do Festival Ciudad Mural. Marquinhos Abu é um dos curadores da exposição Bestiário Nordestino – Um olhar sobre a gravura fantástica, que esteve em cartaz no Dragão do Mar, em 2017, e que, agora, segue em circulação pelo Brasil)

 Ícaro Souza é coordenador do Núcleo Educativo do Museu da Cultura Cearense. Tem longa experiência como mediador cultural, desenvolvimento de ações de educação patrimonial, projetos educativos e organização de programações para públicos diversos no museu. Produziu textos para os cadernos de mediação e acessibilidade da exposição Vaqueiros, além de orientar processos formativos e desenvolvimento de mediações para a exposição.

Serviço: [Projeto Conexões Museu] LIVE – Bestiário Nordestino, com Rafael Limaverde e Marquinhos Abu
Data: 8 de outubro (quinta-feira)
Horário: 19h
Local: Canal do Dragão do Mar no YouTube (www.youtube.com/dragaodomarcentro)
Acesso gratuito
Duração: 120 min
Classificação etária: livre 

Tags
Exibir Mais

Edinaele Sousa

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar