O novo corte na taxa básica de juros, Selic, na última quarta-feira, colaborou para que o Ibovespa caísse ainda mais e que o dólar atingisse nova alta, sendo cotado acima de R$ 5,80. Contudo, nesta sexta-feira (8), o mercado financeiro iniciou o dia com altas emoções após a expectativa do payroll, o relatório relacionado à folha de pagamentos dos Estados Unidos. Junto a isso, a bolsa de valores obteve alta ocasionada pela melhora do cenário externo, a relação da China e dos Estados Unidos está sendo recuperada em pequenos intervalos, os países concordaram em trabalharem juntos para implementar acordo comercial. Com isso, o Ibovespa, principal índice da bolsa, subiu 1,71%, operando com 79.435,66 pontos.

O índice do payroll, faz com que o mercado tenha alta volatilidade, pois é sempre acompanhado pelos grandes players, além de que, é um medidor da economia norte-americana. Além de analisar os dados de importância para a análise econômica, sendo eles, quantos empregos foram criados no último mês, quanto o desemprego aumentou, entre outros.

Jefferson Laatus, Estrategista-Chefe do Grupo Laatus, relata que payroll veio “menos pior” do que o esperado.

“O Payroll veio ‘menos pior’, era esperado menos de 22.000.000 novas vagas, e veio menos, 20.500.000 vagas. Isso é super positivo porque mostra que está começando a melhorar, está longe do que era, mas está melhorando aos poucos, e a possível reabertura da economia americana vem animando os mercados”.

Jefferson Laatus sinaliza que a economia está se recuperando gradativamente. “A expectativa da taxa de desemprego era de 16%, veio 14,7% e é muito melhor. O valor da taxa paga pela hora dos trabalhadores dos Estados Unidos a expectativa era que viesse de 0,4 positivo e veio 4,7 positivo. Então, isso mostra que a economia está retomando, claro que está longe do ideal, mas isso já dá um ânimo, o mercado começa a ver alguma coisa, porque antes nós só víamos um dado pior que o outro, e agora estamos vendo uma sinalização de dados positivos, e em contrapartida, a gente vê uma sinalização positiva entre a China e os Estados Unidos, buscando dialogar sobre a Guerra comercial e sobre outras coisas, o que dá uma certa tranquilidade nesse momento”, finaliza.

Sobre o Grupo Laatus

Fundado em 2014, o Grupo Laatus conta com uma mesa de operações independente, com 60 traders, que negociam diariamente no Brasil e Estados Unidos. O Grupo também é um dos principais agentes de educação profissional para traders, contando com mais de 4,5 mil alunos formados em seus cursos de especialização em dólar e de mercados americanos, voltados para índices como S&P e petróleo. Atualmente suas turmas contém entre 500 e 800 alunos. Com tamanha expertise e seriedade no trabalho, a Laatus também coordena um dos maiores eventos voltados para o mercado financeiro, o Laatus Summit, que em sua última edição contou com mais de 1000 participantes, e contou com grandes nomes, como por exemplo: Oscar Schmidt, André Perfeito, Henrique Bredda e Guto Ferreira.

Foto: Pixabay