Washington (AFP) – O déficit fiscal dos Estados Unidos caiu em 2021, depois de bater um recorde em 2020 por causa da pandemia, e ficou em 2,772 trilhões de dólares graças a uma melhor arrecadação de impostos, anunciou o Departamento do Tesouro nesta sexta-feira (22).O número representa 360 bilhões de dólares a menos que no ano fiscal anterior e equivale a 12,4% do PIB contra 15% do PIB em 2020.O número melhora as expectativas, já que as previsões iniciais apontavam para 3,669 trilhões de dólares.A reativação da economia permitiu que o país arrecadasse 600 bilhões de dólares adicionais em receitas fiscais – principalmente impostos de renda – durante o ano fiscal de 2021, que terminou em 30 de setembro.Entre 1º de outubro de 2020 e 30 de setembro de 2021, cerca de 4 trilhões de dólares entraram no Tesouro dos EUA, o equivalente a 18,1% do PIB, em comparação com 16,3% em 2020.”O aumento da arrecadação em 2021 pode ser atribuído em grande parte ao aumento da renda de pessoas físicas e jurídicas”, destacou o Tesouro em um comunicado.Os gastos, porém, foram de 6,8 trilhões de dólares (30,5% do PIB), 266 bilhões de dólares a mais que no ano fiscal anterior. No ano passado, os gastos foram equivalentes a 31,3% do PIB.Em 2020, a crise provocada pelo coronavírus disparou o déficit das contas públicas federais para um nível nunca visto, de 3,1 trilhões de dólares.Este número foi o dobro do recorde anterior, registrado em 2009 quando, em plena recessão pela crise imobiliária, o vermelho alcançou 1,4 trilhão de dólares.