EsportesFutebol

“Decidimos não levar Messi” a Kiev, diz técnico do Barcelona, Ronald Koeman

O técnico do Barcelona, Ronald Koeman, vai poupar o capitão Lionel Messi nesta terça-feira (24) no jogo da Liga dos Campeões contra o Dínamo de Kiev, após afirmar que ele “precisa de descanso”.

“Decidimos não trazer Leo ou Frenkie (de Jong) porque a situação na Liga dos Campeões é bastante confortável”, disse Koeman na coletiva de imprensa antes da partida, nesta segunda-feira.

O Barça lidera o grupo G da Liga dos Campeões, com nove pontos, três a mais que a Juventus, segunda colocada. Uma vitória sobre o Dínamo (a quem já derrotou na primeira partida, na Espanha) garante ao Barça uma vaga nas oitavas de final.

“Esses jogadores precisam de um descanso e achamos que é hora de eles descansarem”, disse Koeman.

“Os dois jogaram quase todos os minutos e vêm de suas seleções, como Messi, que veio da América do Sul. Às vezes, é preciso proteger seus jogadores porque o calendário é inacreditável”, afirmou o treinador do Barça.

“É impossível manter os jogadores em forma” devido ao acúmulo de jogos, disse Koeman, que fez um apelo para que a Uefa e a Fifa reflitam sobre “o calendário de jogos porque é uma loucura pensar em como temos de jogar desta forma”.

O treinador do Barça citou o exemplo de Sergi Roberto, que sofreu uma lesão muscular devido ao acúmulo de partidas.

Contra o time ucraniano também é improvável que o meia Sergio Busquets possa jogar, depois de sofrer uma torção no joelho na partida entre Espanha e Suíça pela Liga das Nações.

Koeman insistiu na necessidade de descanso de Messi, ao mesmo tempo em que reiterou o quanto a equipe precisa do argentino no momento em que alguns comentários associam a falta de bons resultados da equipe a uma má fase que o camisa 10 parece atravessar.

“Falamos muito sobre ele, porque sempre teve muita influência nas vitórias deste clube, e ainda pode dar muito. Estou convencido de que é o jogador de que precisamos”, afirmou.

Do outro lado, os ucranianos continuam sofrendo o duro golpe da covid-19, embora tenham recuperado alguns jogadores que não puderam enfrentar o Barça na Espanha, como o goleiro Georgiy Buschan.

Equipes prováveis:

Barcelona: Ter Stegen – Dest, Mingueza, Lenglet, Alba – Pjanic, Aleñá – Dembélé, Coutinho, Pedri – Griezmann. Técnico: Ronald Koeman (HOL)

Dínamo de Kiev: Bushchan – Kędziora, Zabarnyi, Mykolenko, Karavaev – Shaparenko, Shepeliev, Garmash, Buyalskiy, De Pena – Supryaha. Técnico: Mircea Lucescu (ROM)

Árbitro: Matej Jug (SLO)

Tags
Exibir Mais

Edinaele Sousa

Jornalista e Produtora, 22. Além de registrar fatos, o jornalismo escreve histórias que serão contadas por gerações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar