EmpreendedorismoGrandes EmpresasMédias EmpresasMicroempreendedor

Crianças empreendedoras: eles já faturam com invenções próprias antes dos 20 anos

Confira os casos de sucesso de crianças que já têm o seu próprio negócio.

É cada vez mais comum histórias de crianças que, antes de completar 20 anos, já são empreendedoras e têm negócios de alto faturamento. Quem fica surpreso com a ascensão de crianças de 3 ou 15 anos no mercado corporativo, deve observar que, nas últimas décadas, o perfil empreendedor foi estimulado pelo aumento da disposição de informações, criatividade e atitude.

O diferencial das crianças, é que elas não têm medo de explorar algo novo e estão sempre dispostas a transformar tudo em brincadeira. Enquanto elas estão desenhando – ou rabiscando, para os pais -, elas podem estar criando uma ideia de negócio que pode mudar o mundo ou valer vários milhares de dólares.

Conheça os casos de sucesso das crianças empreendedoras

Pixie Curtis
Idade: 3 anos
A encantadora Pixie de 3 anos é uma das principais digital influencers infantis do mundo e uma prova de que o empreendedorismo para crianças pode começar realmente cedo. Roxy Jacenko, mãe da garota, criou uma conta no Instagram para a filha quando ela nasceu e, em pouco tempo, o estilo da pequenina começou a chamar atenção lhe rendendo mais de 110 mil seguidores.

Atualmente, diversas marcas pagam a partir de US$ 200 dólares para ter fotos em que Pixie esteja usando os seus produtos. Tem, ainda, a loja virtual Pixies Bows, em que são vendidas tiaras e outros acessórios de cabelo inspirados no estilo pessoal da menina.

Asia Newson
Idade: 5 anos
Cheia de determinação, a pequena Asia sonha em se formar em Direito e um dia ser presidente dos Estados Unidos. É bem possível que a menina chegue à Casa Branca se mantiver o espírito empreendedor que a ajudou a criar a Super Business Girl, uma companhia voltada para o fabrico de velas. A garota entrou nesse ramo por observar o trabalho de seu pai, que ganha à vida vendendo o produto. A renda da organização de Asia é usada para dar incentivo a outras crianças empreendedoras que têm planos para o seu futuro.

Alejandro Tichauer
Idade: 8 anos
O empreendedorismo infantil pode ser de grande ajuda para a sociedade, uma prova disso é o trabalho de Alejandro, um garoto que com apenas 8 anos de idade arrecadou R$ 5 mil para a compra de 25 bengalas e 2 máquinas braile para crianças cegas. A ideia nasceu ao assistir uma palestra em sua escola. O menino, comovido pela dificuldade de crianças que necessitavam desses equipamentos, passou a juntar moedas no seu prédio, entre os colegas de turma e pela internet.

Evan
Idade: 9 anos
Quando você era criança, provavelmente sonhava em ter muitos brinquedos novos para brincar, não é mesmo? Evan, além de ter esse desejo realizado, já faturou mais de US$ 1 milhão de dólares com os vídeos produzidos por seu pai para o canal EvanTubeHD. Basicamente, o pequeno recebe brinquedos, que são abertos e avaliados para que seus mais de 1 bilhão de seguidores saibam se vale ou não a pena comprar.

Mikaila Ulmer
Idade: 10 anos
A pequena Mikaila é um ótimo exemplo quando se fala em crianças empreendedoras, pois fundou a empresa BeeSweer Lemonade quando tinha apenas 10 anos de idade. O seu amor por sucos nasceu da leitura de um livro de receitas que ela ganhou após ter sido picada duas vezes por abelhas numa única semana. O objetivo era consolar a garotinha, mas acabou se tornando uma companhia lucrativa que recebeu a injeção de US$ 60 mil de Daymond John, que é CEO do FUBU.

Foto: Reprodução

Tags
Exibir Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar