Janelas Daqui_Luciano Vidigal | Foto: Divulgação

De 10 a 29 de Agosto, o festival Curta o Gênero, uma realização da ONG
Fábrica de Imagens – Ações Educativas em Cidadania e Gênero, promove a sua nona
edição apresentando uma ampla grade de atividades completamente gratuita e online no
seu canal do youtube: /curtaogênero, site oficial (curtaogenero.org.br) e perfil no
instagram (@curtaogenero). Lembrando que as inscrições para momentos formativos
estão abertas e seguem até o dia 17 na página do festival.

Iniciando a programação, o público irá conferir as Mostras Artísticas a partir do
dia 10 até 15 agosto compostas por:

IX Exposição Contrastes – gênero, tempos, lugares olhares, criada através de
um concurso realizado nas redes sociais, os trabalhos de nove fotógrafas/os e fotógrafes
do Brasil e México foram selecionados para compor uma galeria de vinte e sete
fotografias que refletem sobre feminismos, corpo, diversidades sexuais e étnico-
religiosas, questões geracionais, desigualdades, ancestralidade, violências,
invisibilidades e outras vulnerabilidades, afirmação e afeto.

A IV Exposição de Ilustrações Expressões de Gênero, também gerada a partir
de um concurso virtual, apresenta vinte e três trabalhos de seis ilustradoras brasileiras,
com abordagens que vão desde os feminismos, passando pela ancestralidade, lutas
antirracistas e contra o patriarcado, pelas diversidades de gênero, religiosidade até o
viver comunitário. Destaque para a artista visual piauiense Aline Guimarães, que
venceu a seleção com suas oito ilustrações escolhidas para compor a identidade visual
de todas as peças de comunicação do festival. O público é convidado a fazer um tour
virtual por ambas as exposições em vídeo, a partir do dia 10 de agosto, às 19h no site do
evento www.curtaogenero.org.br.

Já a Mostra Teatral Gênero em Cena apresenta em sua sexta edição, de 10 a
15 de agosto, os espetáculos “Urubus” do grupo Pavilhão da Magnólia, “Frutacor” da
artista Rafaela Lima, “Estado de Luta” da companhia Balé Baião e a peça infantil “Mãe
D’Água” do grupo Ânima de Teatro, e as performances “Encruzilhada de rezo” da
artista Maruska Ribeiro, “Do pranto ao grito” de Geovana Martan e “Cada palavra” do
coletivo NAHperforma, e “TransVersos”, das artistas Stefany Mendes e Jô Costa.

Finalizando a programação artística, a I Mostra Musical Som das Cores
visibilidade para artistas locais e autorais durante dois dias (14 e 15/08) com as
apresentações de Mumutante, com seu show “Rara”, Na Quebrada do Coco com “Festa
e Devoção”, Carú Lina, apresentando o seu show “MPB – Música Periférica Brasileira”
, e Batuque de Mulher que encerrará a programação das Mostras Artísticas.

IX MOSTRA INTERNACIONAL AUDIOVISUAL E SEMINÁRIO GÊNERO, CULTURA E MUDANÇA (MIA)

Em plena pandemia, com todas as dificuldades de diversas naturezas, a IX
Mostra Internacional Audiovisual e Seminário Gênero, Cultura e Mudança tem a honra

de exibir 97 curtas-metragens que ficarão disponíveis no período de 17 a 29 de Agosto,
após o trabalho minucioso de uma curadoria responsável por selecionar essas produções
entre quase 500 inscrições realizadas este ano.

O MIA está dividido em 15 sessões: “Sobre desejos, dores e afetos”, percorre
temas como gravidez, puerpério, violência obstétrica, aborto e maternagem; “Muitas
outras masculinidades” apresenta algumas das inumeráveis possibilidades de expressões
das masculinidades; “Das violências de cada dia” tem foco nos assédios e violências de
gênero; “Resistências e afirmações anticoloniais” reflete sobre os efeitos da colonização
e da colonialidade sobre povos indígenas, ao mesmo tempo identifica a potência de suas
perspectivas de mundo. “Outras cenas contemporâneas” sobre cotas em universidades
às questões migratórias, do extrativismo predatório ao relato sobre os horrores da
ditadura civil-militar no Brasil; “Envelhecimentos” exibe produções com um olhar em
questões de gênero e o envelhecer; “Paratodes”, (I, II, III, IV, V, VI) com diversificadas
temáticas, formatos, narrativas e aspectos das questões de gênero e sexualidades.

Completam a IX Mostra, duas sessões do Colorindo o Gênero (logo abaixo mais
informações) e mais uma sessão com curtas-metragens da Rede Cearense Cultura Viva
de Gênero e Sexualidades. Esses curtas são o produto final do curso de Cinema
Instantâneo que a Rede realizou em parceria com a Ypuarana Cultural da Paraíba.

As crianças também conquistaram seu espaço no CoG, por isso, o III Colorindo
o Gênero se tornou o lugar onde elas e os adultos pensam e aprendem juntos,
exercitando a horizontalidade dos papeis sociais. Nos dias 21, 22, 28 e 29 de agosto, as
atividades com as crianças acontecem em sala virtual, oferecendo contações de
histórias, duas sessões de curtas infantis, conversa editorial sobre o livro “História
infanto-juvenil para não dormir” e, no último dia, um bate-papo para ideias sobre os
próximos eventos. Além dessas datas, haverá também a apresentação do espetáculo
“Mãe D’Água” do grupo Ânima de Teatro.

Dentro da Mostra Internacional Audiovisual (MIA), o Colorindo traz duas
sessões com curtas metragens infantis selecionados por uma equipe de curadoria
composta por crianças e adultos. Já no Seminário, participa com o minicurso “Infâncias,
Gênero e Cultura Comunitária” que acontecerá em 18 de agosto.

IX SEMINÁRIO INTERNACIONAL GÊNERO, CULTURA E MUDANÇA

Com o tema, “Conexões entre arte, ciência e política para bem viver o presente”,
o IX Seminário Internacional Gênero, Cultura e Mudança está composto por 44
atividades entre mesas (5), minicursos (6), rodas de conversa (2), oficina (1), sessões de
apresentação de trabalhos e relatos de experiência dos Diálogos Convergentes (6),
encontros de Redes (5), sessões de lançamento de livros (4) e bate-papos da IX Mostra
Internacional Audiovisual Curta o Gênero (15). Tudo isso ao longo de 12 dias (de 17 a
29/08), reunindo 72 convidades entre pesquisadores/as e ativistas de notoriedade em
seus campos de estudo e/ou ativismo.

Para esta edição, por exemplo, foram mais de 100 trabalhos selecionados para o
Diálogos Convergentes e, no total, 19 livros serão lançados dentro do Seminário, entre
eles os pré-lançamentos: “Brasil Ano Zero”, da pesquisadora de professora Berenice
Bento, e “A Grande Camuflagem” (de Suzanne Césaire), com tradução da também
docente e pesquisadora, Maria Elvira Días Benitez.

Nas cinco mesas, minicursos, rodas de conversa e oficinas, temas como questões
identitárias, articulações entre os feminismos, marxismos e descolonialidades,
ecossocialismo, violência institucional, o cuidado como categoria anticapitalista, gênero
e infâncias, possibilidades de articulações e pedagogias que potencializem a luta
coletiva estão entre os temas centrais desta intensa e ampla edição.

VIII FEIRA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, LIVROS E AGROECOLÓGICA

+ IV FLASH TATTOO

O Curta o Gênero também se configura como espaço de troca e apoio mútuo no
que tange a economia solidária, nessa perspectiva, serão realizadas a VIII Feira de
Economia Solidária de Livros e Agroecológica, com sorteios e rifas de produtos; e
nosso IV Flash Tattoo, em parceria com quatro tatuadoras da Fortaleza.

O público do Curta o Gênero poderá adquirir uma cesta com produtos da Feira
no dia 28 de agosto, através do sorteio e rifa de dois kits com os itens. A arrecadação
será destinada aos coletivos de economia solidária. Para participar do sorteio e da rifa,
basta acessar a live no perfil @curtaogenero(instagram) e seguir os perfis dos parceiros
e parceiras.

Para a ação do Flash Tattoo, cada artista produziu dez desenhos que ficarão
disponíveis para agendamento por um valor fixo de 150 reais cada. Todos eles foram
criados exclusivamente para o Curta o Gênero, inspirados nas temáticas trabalhadas
pelo evento. Para fazer sua tattoo, basta agendar diretamente com as artistas
participantes até dia 31 de agosto. Uma novidade esse ano é o leilão online
que acontece no dia 21 de agosto, pelo perfil @curtaogenero (instagram), onde serão
leiloados quatro desenhos especiais criados pelas tatuadoras. É só participar da live e
fazer seu lance.

A programação completa, inscrições para as atividades do Seminário e todas as
informações estão disponíveis no site oficial do evento: www.curtaogenero.org.br .

O IX Curta o Gênero é uma realização da Ong Fábrica de Imagens, com apoio
da Rede Latino-Americana de Gênero e Cultura; Rede Cearense Cultura Viva de
Gênero e Sexualidades; Secretaria da Cultura do Estado do Ceará e Enel.

SERVIÇO:

IX Curta O Gênero – Conexões entre Arte, Política e Ciência para Bem Viver o
Presente

Quando: De 10 a 29 de Agosto de 2021
Onde: Youtube: /curtaogenero
Site: curtaogenero.org.br
Instagram: @curtaogenero

Apoio
Rede Latino-Americana de Gênero e Cultura
Rede Cearense Cultura Viva de Gênero e Sexualidades
Secretaria da Cultura do Estado do Ceará
Enel