(Foto: Divulgação)

A literatura contemporânea brasileira engloba amplas vozes, cada vez mais reconhecidas dentro e fora do país. E é com a intenção de revelar novos talentos da escrita que o Pacote de Textos, clube cearense de assinatura de livros, promove uma ação de incentivo à criação literária. 

Até o dia 15 de fevereiro, será possível enviar para o projeto contos originais para publicação. O texto deve ter até cinco laudas, com fonte Time New Romam, tamanho 12 e espaçamento de 1,5 cm. O e-mail para o envio é rafael@pacotedetextos.com, com o assunto “Chamada Blog do Pacote”. 

Cada um dos contos enviados passará por uma curadoria. Depois desse procedimento, os selecionados serão publicados no Blog do Pacote, com leitura disponível tanto para os assinantes de clube quanto para o público em geral, democratizando o acesso ao conteúdo. 

“Quem sabe não contamos com alguma editora parceira que se interesse em publicá-los?”, torce Rafael Caneca, idealizador do Pacote de Textos.

Literatura por amor 

Surgido em Fortaleza em 2016 e neste momento detendo alcance nacional, o Pacote de Textos teve como propósito inicial levar literatura de qualidade aos amigos de Rafael Caneca. Logo o escritor expandiu a ideia e passou a enviar os kits para todo o País. Os planos custam a partir de R$ 45,16 por mês, já com frete incluso.

Os associados e associadas recebem em casa uma obra surpresa; um marca-páginas relacionado a essa obra; uma carta personalizada e, em edições especiais, brindes relacionados à história enviada.

A escolha dos títulos segue uma criteriosa curadoria, que, dentre outras variáveis, avalia dados do mercado literário, opiniões de autores(as) e dos(as) leitores(as). Assim, o clube contempla os mais diferentes gêneros literários, bem como nomes nacionais e estrangeiros, clássicos e contemporâneos.

Alguns dos livros enviados até hoje foram: A metamorfose (Franz Kafka), A cabeça do Santo (da cearense Socorro Acioli), Noites brancas (Fiódor Dostoiévski), À cidade (do cearense Mailson Furtado), Homens imprudentemente poéticos (Valter Hugo Mãe), A divina comédia (Dante Alighieri) e Sobre os ossos dos mortos (da Nobel de Literatura Olga Tokarczuk).

Com informações do Diário do Nordeste.