CuidadosSaúde e Bem-Estar

Cinco sinais de que você precisa procurar um oftalmologista

Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que até 80% dos casos de cegueira em todo o planeta são evitáveis ou tratáveis se o paciente receber atendimento correto em tempo adequado.

“Qual a última vez que você visitou um oftalmologista?” — muitas pessoas têm dificuldade em responder a essa pergunta, embora ela seja simples. Quem utiliza óculos ou lentes de contato tem mais facilidade em lembrar da data, afinal precisam de novas receitas frequentemente. Pensando em alertar as pessoas para a importância das consultas anuais, Renata Vasconcelos, médica oftalmologista da Clínica de Olhos Massilon Vasconcelos, elencou cinco sinais para as pessoas ficarem atentas. Ao se enquadrar em alguma das situações, é recomendado que o paciente marque uma consulta imediatamente.

“A maioria das doenças que afetam os olhos começa de forma assintomática. Por isso, é recomendado que se procure um oftalmologista anualmente — mesmo sem sintomas”, explica a oftalmologista. Para se ter uma noção da importância das consultas de rotina, vale a pena ressaltar um dado da Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o órgão, estima-se que entre 60% e 80% dos casos de cegueira em todo o planeta são evitáveis ou tratáveis se o paciente receber atendimento correto em tempo adequado. “As doenças oculares tendem a se desenvolver de forma silenciosa, então, muitas vezes, quando os sintomas começam a aparecer, é sinal de que o problema está mais grave”, pontua Renata.

Cinco sinais de que você precisa procurar um oftalmologista:

Último exame de vista foi feito há mais de um ano
A saúde dos olhos, assim como a de outras partes do corpo, deve ser ser avaliada anualmente. Se uma pessoa realizou exames oftalmológicos há mais de um ano, está na hora de refazê-los. Essa é a melhor forma de descobrir doenças oculares de forma precoce e, assim, aumentar as chances de cura. Os exames oculares também ajudam a descobrir problemas de saúde em outras partes do corpo, como diabetes e até alguns tipos de câncer.

Dores de cabeça frequentes
Um sinal bastante contundente de que pode haver algo de errado com a sua visão é a dor de cabeça. Dor latejante, especialmente por trás dos olhos ou sobrancelhas, é um sinal revelador de que a pessoa está tendo problemas para enxergar ou se concentrar. Em muitos dos casos, um simples óculos de grau, receitado por um especialista, pode resolver o problema.

Dor nos olhos
A dor aguda ou latejante que não desaparece pode ser um sinal de que o olho está inflamado e que algo provavelmente está acontecendo. Somente com exames oftalmológicos será possível descobrir qual é o problema e como tratá-lo. Pode ser uma infecção, olho seco ou um problema de sinusite. Há também a possibilidade se se tratar de uma doença mais séria, como o glaucoma de início súbito.

Olhos vermelhos e inchados
A vermelhidão e o inchaço nos olhos são sintomas de conjuntivite, que também pode ocasionar queimação, sensibilidade à luz e secreção nos olhos. Esses problemas podem ser causados por uma infecção viral ou bacteriana, bem como por reação alérgica. Para um diagnóstico exato, uma consulta oftalmológica é necessária.

Visão embaçada
O embaçamento da visão pode ser causado por olho seco, astigmatismo não corrigido (uma curva irregular na córnea que afeta a forma como a luz é refratada) ou mesmo diabetes não tratada. Em todas as possibilidades, o tratamento precoce é a melhor opção. Por isso, ao sentir, a visão embaçada com frequência, é melhor procurar um oftalmologista.

Foto: Reprodução

Tags
Exibir Mais

Brenda Bezerra

Estudante de publicidade e propaganda, produtora de moda e criadora de conteúdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estúdio Ao vivo

Abrir Rádio
Fechar