Foto: Reprodução Pixabay

O Centro de Integração Empresa-Escola – CIEE tem uma boa notícia para estudantes de ensino médio ou superior que estão em busca de uma vaga de estágio ou aprendizagem nesta reta final de 2020. Estão abertas mais de 9 mil vagas para empresas e órgãos públicos das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, além de SP capital e interior.

As oportunidades de estágio são para áreas tradicionais como Administração, Comunicação e Psicologia e também para técnicos em Gestão Comercial e Enfermagem. No caso da aprendizagem, em que o jovem divide sua formação entre a rotina na empresa e a capacitação no CIEE, há vagas disponíveis em empresas como Nestlé e Hewlett Packard.

“Lembramos que é importante que os jovens mantenham sempre seus dados atualizados, com informações sobre escolaridade, endereço, telefone e e-mail. E para quem está em busca de cursos a distância para melhorar o currículo, recomendamos os cursos online gratuitos do CIEE Saber Virtual, que abordam temas diversos, por meio de trilhas do conhecimento em áreas específicas”, disse o consultor de Atendimento às Empresas e Instituições de Ensino, Allan Souza.

Para concorrer às vagas, os estudantes precisam ter um cadastro ativo no Portal CIEE (ciee.org.br) e estar atento aos pré-requisitos necessários para cada oportunidade. Além disso, o sistema de vagas do CIEE realiza uma triagem de maneira automática, só disponibilizando para os jovens aquelas vagas que são próximas do seu local de residência.

Acompanhe o CIEE pelas mídias sociais: Facebook,InstagramTwitterYouTube e Linkedinwww.ciee.org.br

5 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O CIEE

1 – É uma entidade de assistência social, de caráter filantrópico, sem fins lucrativos e não tem qualquer vinculação com os governos, Sistema S (Sesi, Sesc, Senai) ou entidades de classe.

2 – Promove o acesso e a integração ao mundo do trabalho a adolescentes e jovens por meio da oferta de programas de estágio e aprendizagem.

3 – É uma entidade qualificada para ministrar os encontros de capacitação socioprofissional a aprendizes.

4 – É mantida por contribuições de empresas e órgãos públicos parceiros nos programas ofertados. Nada é cobrado dos jovens e adolescentes beneficiados.

5 – É dirigido com um conselho composto por educadores, profissionais liberais e empresários, todos voluntários.