As denúncias de violência contra idosos no Ceará cresceram 62,7% nos primeiros cinco meses de 2021, em relação ao mesmo período do ano passado. De acordo com a Delegacia de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência (DPIPD), de janeiro a maio deste ano, foram registrados 97 inquéritos na Polícia Civil, no mesmo período em 2020, foram apresentados 58 registros.

Nesta terça-feira (15), é comemorado o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Pessoa Idosa, o intuito dessa data é promover debates e ações de prevenção contra os diferentes tipos de agressões sofridas por idosos.

De acordo com a delegada da DPIPD, Ana Paula Barroso, o aumento das denúncias se deu pela conscientização da população, ela declarou.

“Cada vez mais a gente tem essa conscientização do cidadão na necessidade de ser chamado a corresponsabilidade para denunciar. É de suma importância que a gente conclame ao cidadão para que ele não seja complacente com essa violência, que ele seja chamado a contribuir no combate e também na perspectiva de evitar novas ações delitivas”.

Entre as principais denúncias registradas no Estado estão negligência, maus-tratos, violência física, psicológica, patrimonial e abandono.

Segundo Ana Paula, um dos crimes mais recorrentes em Fortaleza é o crime de violência financeira contra o idoso. “É quando aquele cuidador, aquele filho apropria-se ou desvia recursos financeiros ou patrimoniais do idoso. Por exemplo, aquela aposentadoria que deveria ser revertida para o proveito da pessoa idosa, ela é desviada na sua finalidade, causando prejuízo ao idoso”.

A pena dos crimes contra a pessoa idosa pode varias de dois meses há 12 anos, o estatuto do idoso contém cerca de 14 tipos de pena, “então não há situação de impunidade, há uma situação em que há sim uma responsabilidade criminal” afirmou a delegada.

Como denunciar 

Para denunciar crimes contra idosos, a população pode ligar para Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Estado do Ceará (SSPDS), pelo número (85) 3101-2496 ou pelo e-mail dpipd@policiacivil.ce.gov.br.

Também é possível realizar denúncias pelo Disque 100, que é o Disque Direitos Humanos, que funciona diariamente durante 24h por dia. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer lugar do Brasil, por telefone fixo ou celular.

Outros números para denúncias são o 181, o Disque-Denúncia da SSPDS, ou pelo WhatsApp do serviço o (85) 3101-0181, onde as denúncias podem ser feitas através de mensagem, áudio, vídeo e fotografia. Todas as opções acima garantem total sigilo e anonimato dos denunciantes.