Camilo Santana não atualiza medidas em novo decreto | Live em 06.08.21 Foto: Governo do Estado do Ceará

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), afirmou nesta sexta-feira (6), em live, que não haverá novas medidas de flexibilização para a retomada das atividades econômicas no estado. O chefe do executivo justificou a decisão com o surgimento de casos da variante delta do coronavírus, que é mais transmissível que as cepas anteriores do vírus.

“Temos que saber como é o comportamento nas próximas semanas dessa variante delta aqui no Ceará. Então por prudência vamos manter o atual decreto com algumas ponderações”, disse o governador.

Casos da variante delta

Segundo Camilo, subiu para 15 o total de casos da variante delta confirmados no Ceará. Os casos são de passageiros vindos do Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e México.

Ainda segundo o governador, será reforçado o monitoramento nos aeroportos do estado para evitar que essas pessoas transmitam a variante delta na população do estado. 

“Vamos manter o atual decreto com uma orientação: que as pessoas identificadas no aeroporto com a variante delta que fiquem em isolamento. Nossa preocupação agora é reforçar o monitoramento para compreender as manifestações dessa variante”, afirmou em live.