Governador Camilo Santana e secretário Cabeto fizeram anúncio nesta manhã (Foto: REPRODUÇÃO/FACEBOOK)

O governador Camilo Santana (PT) anunciou, neste sábado (10), a flexibilização do isolamento social rígido no Ceará e a retomada gradual das atividades econômicas a partir de segunda-feira (12). Com isso, os setores de comércio e alimentação fora do lar irão poder funcionar de forma reduzida e em horários específicos.

Além disso, haverá toque de recolher de 20 horas às 5 horas da manhã e, nos finais de semana, haverá lockdown – ou seja, apenas atividades essenciais poderão funcionar no sábado e no domingo. A abertura dos comércios será gradual e terá horários diferenciados, no intuito de reduzir a pressão no transporte público das cidades.

“Continuamos o isolamento social, ele tem mostrado efeitos importantes, mas o isolamento depende de cada cidadão. Então resolvemos informar que mantemos o isolamento social, vamos ter toque de recolher das 20h às 5h. O isolamento rígido continua nos fins de semana”, disse Camilo Santana.

O governador também anunciou que as igrejas poderão voltar presencialmente, mas apenas com 10% da capacidade total. Algumas atividades continuarão completamente restritas – a serem divulgadas no novo decreto estadual, até o final deste sábado, 10.

Já na rede de ensino, poderão voltar presencialmente, com 35% da capacidade, os 1º e 2º anos do ensino fundamental. Ainda, as escolas de ensino infantil podem ampliar para o atendimento de alunos com 4 a 5 anos.

Veja o que muda com o novo decreto:

  • Serviços não essenciais vão poder retornar às atividades de forma gradual a partir de segunda-feira (12);
  • Isolamento social rígido continua nos fins de semana;
  • Haverá toque de recolher das 20h às 5h diariamente;
  • Algumas atividades, ainda não divulgadas, vão continuar com os serviços suspensos;
  • Algumas atividades irão funcionar em horários alternados. O comércio de rua funcionará entre 10h e 16h; shoppings e restaurantes abrirão de 12h às 18h. A ideia é reduzir a lotação no transporte público;
  • Estabelecimentos vão poder conter no máximo 25% do público;
  • Igrejas e templos religiosos vão poder receber até 10% da capacidade máxima;
  • Escolas da educação infantil poderão amplia o funcionamento presencial para crianças de 4 e 5 anos.
  • Escolas que ofertem 1º e 2º do ensino fundamental, poderão reabrir as turmas, com limitação de 35% da sua capacidade.
  • Espaços públicos e condomínios particulares seguirão restritos.

O governador informou que o decreto com as novas normas deverá ser publicado ainda neste sábado, no Diário Oficial do Estado (DOE). De acordo com Camilo Santana, é possível fazer a reabertura neste momento em decorrência de três fatores: as tendências de reduções de casos confirmados de Covid-19, na procura assistencial em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e na transmissão viral.

Condições epidemiológicas

Durante a transmissão, o secretário Dr. Cabeto explicou que houve aumento de mortes nas semanas anteriores, mas que vem gradualmente diminuindo, indicando, na avaliação dele, tendência de estabilidade.

Ele também ressaltou o impacto da vacinação dos profissionais de saúde: desde que a campanha começou, o número de profissionais de saúde internados reduziu, enquanto o da população continua aumentando. É uma prova dos efeitos da vacina e da importância de se adquirir mais doses, afirma o secretário.

Camilo também afirmou que há tendência de redução do número de casos e também de diminuição da procura por atendimento, embora situação ainda seja muito grave. “Eu quero agradecer o apoio e compreensão de toda a população. Parabenizar todos os profissionais de saúde da linha da frente, dedicando todos os dias, cansados e exaustos, em salvar vidas de irmãos e irmãs cearenses”, agradeceu o governador.