Brasil vai enviar missão humanitária ao Haiti | Foto: AFP

O governo brasileiro enviará uma missão humanitária com equipamentos e insumos para ajudar na emergência causada pelo terremoto que devastou o sudoeste do Haiti e deixou mais de 2.000 mortos, anunciou o Itamaraty nesta quinta-feira.

A decisão, tomada ontem em coordenação com vários ministérios, prevê o envio de uma missão humanitária multidisciplinar “em resposta emergencial à tragédia causada pelo terremoto em 14 de agosto”, informou a chancelaria, sem especificar quantos efetivos farão parte do contingente.

Uma equipe de “especialistas e peritos em busca e resgate em estruturas urbanas colapsadas, além de kits de medicamentos” doados pelo Ministério da Saúde, deve partir para Porto Príncipe na próxima semana, em uma aeronave KC-390 Millennium, da Força Aérea Brasileira.

As operações de resgate continuam, de acordo com a defesa civil haitiana, que reportou na noite de ontem um balanço de 2.189 mortos, 332 desaparecidos e mais de 12.000 feridos no terremoto.

O Brasil liderou a Missão das Nações Unidas para a Estabilização no Haiti (Minustah), destacada de 2004 a 2017 para apoiar as forças policiais haitianas na missão de manter a ordem naquele país, pobre e conturbado.